• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ídolo no Paraguai, Lugano faz gol contra e dá título a rival

Esportes

Ídolo no Paraguai, Lugano faz gol contra e dá título a rival

Assunção - Eleito o jogador mais popular do Campeonato Paraguaio, Lugano foi decisivo na final do torneio, nesta quarta-feira, entre Cerro Porteño e Olimpia. O problema é que o gol do uruguaio foi contra. Ele fez o segundo do Olimpia, que, sob o comando pelo ex-palmeirense Arce, venceu por 2 a 1 no jogo único da decisão e ficou com o título do Clausura, o 40.º de sua história, o primeiro desde o Apertura de 2012.

No lance, aos 18 minutos do segundo tempo, o Olímpia bateu falta na área, Mareco cortou pelo alto, mas a bola foi contra o corpo de Lugano, que tentou se livrar dela, mas acabou mandando contra o próprio gol.

Naquele momento o Olímpia já vencia no Defensores del Chaco, porque Fredy Bareiro pegou rebote aos 7 do segundo tempo e abriu o placar. O Cerro só descontou no fim, com Guillermo Beltrán. Cada um dos dois times agora tem sete vitórias em final contra o arquirrival.

A partida final do Clausura foi necessária porque os dois times empataram em 44 pontos após turno e returno, com o Olímpia sofrendo um empate e uma derrota nas últimas duas rodadas e permitindo ao Cerro se aproximar. A equipe de Lugano venceu o Apertura, no primeiro semestre.

Para tentar faturar o título também do Clausura, o Cerro apelou para a mão. Durante a final desta quarta-feira, a equipe salvou um gol com a mão em cima da linha (Oviedo claramente tirou com o braço, mas o árbitro não marcou pênalti) e fez um gol depois de uma cortada proposital de Enrique Borja com a mão. O gol, entretanto, foi anulado.

Lugano agora entra de ferias do Cerro Porteño. Na sexta-feira ele é esperado no Morumbi para jogar a partida de despedida do amigo Rogério Ceni, jogando no time campeão mundial de 2005.