• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasil é prata no 4x50m medley misto e fatura primeira medalha no Mundial

Esportes

Brasil é prata no 4x50m medley misto e fatura primeira medalha no Mundial

Windsor - O Brasil faturou nesta noite de quinta-feira sua primeira medalha no Mundial de Piscina Curta de 2016. No terceiro dia de competições em Windsor, no Canadá, a equipe do País subiu ao pódio e levou a medalha de prata ao terminar na segunda colocação do revezamento 4x50m medley misto. O ouro ficou com os Estados Unidos.

O resultado foi bastante comemorado pelo quarteto formado por Etiene Medeiros, Felipe Lima, Nicholas Santos e Larissa Oliveira, principalmente porque o País ainda não havia subido ao pódio no Canadá. O degrau desta quinta, no entanto, foi um abaixo do alcançado há dois anos, no Mundial de Doha, quando o Brasil faturou o ouro nesta prova.

Se há dois anos o quarteto brasileiro, que tinha Felipe França na vaga de Felipe Lima, cravou 1min37s26, desta vez ficou um pouco abaixo e teve que se contentar com a prata, após alcançar 1min37s74. Ainda assim, os quatro nadadores celebraram após a saída da piscina.

"Viemos com muita vontade e estamos de parabéns. Nos superamos", disse Larissa em entrevista ao SporTV. "Fico bem feliz, esta prata vem para coroar nossa natação aqui. Estão todos de parabéns, todo mundo da equipe aqui. Todos têm valor", considerou Felipe Lima.

O ouro da prova foi para os Estados Unidos, que marcaram 1min37s22, batendo o recorde do campeonato, justamente pertencente ao Brasil em 2014. A Itália chegou em terceiro, mas foi desclassificada por um erro no revezamento. Com isso, o Japão herdou um lugar no pódio e o bronze.

KATINKA QUEBRA RECORDE - O grande destaque desta terceira noite em Windsor, no entanto, ficou por conta da húngara Katinka Hosszu. Uma das principais nadadoras dos últimos tempos, ela faturou a medalha de ouro nos 200m costas, com o tempo de 2min00s79.

Com o resultado, Katinka quebrou o recorde de medalhas de uma nadadora no Mundial de Piscina Curta, ultrapassando a sueca Therese Alshammar, a norte-americana Jennifer Thompson e a eslovaca Martina Moravcova. Esta foi a 18.ª vez que a húngara subiu ao pódio na competição, sendo 10 vezes ouro, seis prata e dois bronze.

Somente em Windsor, já são cinco medalhas para Katinka. Depois de um ouro e uma prata na última terça-feira, a "Dama de Ferro" conquistou mais dois ouros na quarta: nos 200 metros borboleta e nos 100 metros costas.

Outro grande nome da natação mundial que subiu no lugar mais alto do pódio foi o sul-africano Chad Le Clos. Campeão olímpico nos 200m borboleta em Londres-2012 e quatro vezes medalhista em Jogos, ele venceu os 100m deste mesmo estilo com o tempo de 48,08s nesta quinta-feira. Com o resultado, quebrou seu próprio recorde mundial da prova.