• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arnaldo celebra renovação e promete que Botafogo será competitivo em 2018

  • COMPARTILHE
Esportes

Arnaldo celebra renovação e promete que Botafogo será competitivo em 2018

Rio - Depois de acertar sua renovação de contrato com o Botafogo, o lateral-direito Arnaldo festejou nesta quarta-feira sua permanência e se demonstrou confiante para o próximo ano. Feliz com o anúncio de que Felipe Conceição será efetivado como treinador, o jogador de 25 anos garantiu que o time será competitivo em 2018.

"O que podemos esperar do Botafogo é um time muito competitivo novamente. Continuaremos melhorando cada vez mais e essas mudanças são normais no futebol. O nosso treinador agora é o Felipe, que está no caminho certo e também conhece bem o clube. Agora é dar força a ele, é muito competente. Vamos buscar títulos junto com o Felipe, o que o Botafogo merece", prometeu o lateral.

Contratado em maio após se destacar pelo Ituano durante o Campeonato Paulista, Arnaldo assinou inicialmente um contrato de risco, válido apenas até o fim de 2017. Agora, feliz depois de renovar com o clube, ele fez um balanço sobre o ano.

"Me sinto muito feliz e privilegiado por vestir essa camisa. Eu tinha um contrato de seis meses, um risco, mas em pouco tempo demonstrei minha capacidade. Foi um ano importante para o Botafogo e de super importância para mim também. Sempre vou lembrar dessa temporada, vai ficar marcada na memória. O primeiro grande clube em que joguei, as grandes competições", apontou Arnaldo, revelando detalhes da renovação.

"Acredito que fiz um bom papel nesse período curto e estou feliz por ter ainda mais tempo para dar o meu máximo pelo Botafogo. O clube alinhou a renovação comigo em setembro e já tinham minha palavra", acrescentou.

Para se adaptar ao Botafogo e se consolidar em um grande clube, Arnaldo contou ainda que foi importante receber o apoio do elenco. "Um bom ambiente ajuda muito no trabalho, um bom relacionamento com os companheiros. Isso foi muito importante na minha chegada. Não cheguei assustado, mas um pouco tímido. Só conhecia o Camilo e o Jonas, mas fui muito bem recebido por todos. Comissão, jogadores, diretoria... Isso foi importante para ajudar o clube desempenhando o meu papel."