• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arsenal vira com 3 gols em 5 minutos, mas Firmino garante empate para o Liverpool

Esportes

Arsenal vira com 3 gols em 5 minutos, mas Firmino garante empate para o Liverpool

Londres - Arsenal e Liverpool fizeram um duelo eletrizante e imprevisível nesta sexta-feira, pela abertura da 19.ª rodada do Campeonato Inglês. Em casa, o time londrino viu o adversário abrir dois gols de vantagem, buscou a virada com três gols marcados em cinco minutos no segundo tempo, mas voltou a vacilar e ficou no 3 a 3 no Emirates Stadium.

O empate acabou sendo melhor para o Liverpool, que manteve-se um ponto à frente do Arsenal - 35 a 34 - e ocupando a quarta colocação, dentro da zona de classificação para a Liga dos Campeões, enquanto o adversário continua fora. Na terça-feira, o Liverpool recebe o lanterna Swansea. Dois dias mais tarde, o Arsenal visita o Crystal Palace.

Nesta sexta, os visitantes foram donos do primeiro tempo e encontraram espaço na área do Arsenal através das jogadas pelo alto. Aos 21, Robertson cruzou da esquerda e Firmino cabeceou para boa defesa de Cech. Dois minutos depois, Coutinho foi quem cruzou para Firmino, que apareceu novamente do outro lado e cabeceou cruzado, rente à trave.

O domínio finalmente se traduziria em gol aos 25 minutos. Em rápido contra-ataque, Milner deu lançamento precisou para Salah, que avançou pelo lado direito e tentou o cruzamento. A bola desviou em Koscielny e subiu, encontrando Coutinho, que desviou de cabeça sobre Cech.

O gol só animou o Liverpool, que cresceu de produção e passou a acumular chances perdidas. Aos 31, Firmino recebeu de Mané, ajeitou para a direita e encheu o pé rente ao travessão. Aos 43, Koscielny escorregou e entregou no pé de Salah, que arrancou sozinho e tentou tocar no canto direito, mas parou em Cech. No rebote, Mané emendou de voleio, por cima.

A dupla voltou a funcionar praticamente no lance seguinte. Mané apareceu na área e tocou para Salah, sozinho na área, que furou. O retrato do primeiro tempo ficou claro na saída do intervalo: vaias da torcida do Arsenal para a equipe, que sequer assustou o gol de Mignolet.

E a situação ficaria ainda pior na volta para o segundo tempo. Aos dois minutos, Salah perdeu grande chance, após tabela com Firmino. Mas o artilheiro do Campeonato Inglês não desperdiçaria outra vez. Aos seis, o egípcio arrancou do campo de defesa, tabelou com Firmino e recebeu de volta próximo à área. Mesmo cercado por três marcadores, encontrou espaço para bater colocado e ainda contou com desviou na perna de Mustafi para matar Petr Cech.

Só que quando parecia que o Liverpool atropelaria, o Arsenal conseguiu uma improvável reação relâmpago. No minuto seguinte, Bellerín avançou pela direita e cruzou. A bola estava toda para Gomez, mas o lateral do Liverpool cochilou e permitiu que Sánchez antecipasse para finalizar para a rede.

Com a mesma velocidade que diminuiu, o Arsenal empatou e virou o placar. Aos 10 minutos, Xhaka encheu o pé de longe, forte, mas no meio do gol. Mignolet foi mal para a bola e não a tirou da direção da meta. Aos 12, o Liverpool errou na saída e Özil recebeu pela esquerda. O alemão tocou para Lacazette e recebeu de volta um lindo passe de calcanhar, antes de mostrar toda sua qualidade para finalizar por cima do goleiro.

Foram três gols em cinco minutos, que pareciam selar o destino da partida a favor do Arsenal, que ainda acertou o travessão do Liverpool aos 22, com Lacazette. Só que desta vez foram os visitantes que buscaram forças para reagir. Aos 25, Emre Can deu ótimo passe para Firmino, que dominou e encheu o pé da entrada da área. Cech espalmou, mas a bola subiu e tomou a direção do gol.

O duelo seguiu imprevisível nos minutos seguintes. O Arsenal era melhor e assustava pelo lado direito, por onde Bellerín quase marcou um lindo gol aos 32 minutos, parando em grande defesa de Mignolet. Mas aos poucos, o Liverpool diminuiu o ritmo e administrou o empate que lhe beneficiava.