Bancos são responsáveis por fraudes em boleto bancário

O boleto bancário é uma forma de pagamento muito comum utilizada por quase todos os consumidores, até mesmo por oferecer a facilidade de pagamento pela internet. Mas, atenção, porque esta comodidade pode gerar dor de cabeça.

Nos últimos meses está sendo muito comum o golpe do boleto aplicado por fraudadores e hackers, em que o pagamento efetuado a uma empresa credora é desviado para a conta bancária de uma terceira pessoa, o que pode acarretar, inclusive, na negativação do nome do consumidor, tendo em vista que a empresa credora não identifica o pagamento realizado.

O referido golpe ocorre nas transações bancárias feitas virtualmente, por meio de alteração no código de barras que, consequentemente, insere dados da conta do fraudador no campo em que constava a verdadeira conta do credor, sem alterar, no entanto, o nome da empresa credora e os dados do devedor, o que dificulta a percepção da fraude.

Nesses casos, a responsabilidade não é do consumidor que realizou o pagamento de boa-fé, mas sim do Banco que emitiu o boleto, em razão do risco da atividade que desenvolve e pela falta de segurança adequada dos serviços que oferece aos clientes.

Ressalta-se, ainda, que a responsabilidade da instituição financeira é objetiva, ou seja, independe de culpa. E, neste sentido, são os julgados dos mais diversos tribunais, os quais entendem que os Bancos devem criar mecanismos de segurança cada vez mais eficientes, tendo em vista a atividade de risco que desenvolvem.

Dessa forma, aqueles que forem vítimas do golpe do boleto deverão procurar a instituição financeira para resolverem a questão e na hipótese de não obterem sucesso deverão buscar solução junto ao Procon ou aos órgãos judiciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *