Cuidado com a Black Friday!

Assim como já falamos em outra oportunidade, a Black Friday no Brasil costuma decepcionar e o consumidor precisa ficar atento às ofertas para evitar posteriores aborrecimentos, decorrentes de promoções falsas ou de propagandas enganosas de qualquer natureza. E, nesse ano, a situação não é diferente.

Como de costume, a Black Friday brasileira teve início antecipado na última quarta feira, quando algumas lojas começaram a anunciar descontos e promoções para o evento, que ocorrerá na próxima semana.

Também na quarta feira, começaram os problemas. Os usuários das redes sociais Instagram e Facebook, mais uma vez, foram alvo de falsos sorteios (que já acontecem mesmo fora da Black Friday), nos quais eram instigados a curtir determinada página e compartilhar uma foto com a divulgação desse mesmo alias, geralmente de uma empresa famosa, para que fossem contemplados com um prêmio divulgado como Black Friday. Esperançosa e ingenuamente, muitos assim o fizeram e continuam fazendo.

image

Na prática, as empresas nem sequer têm conhecimento de tais páginas, pois, pouco após o fim do período promocional, o alias é trocado, assim como sua imagem e descrição, e o perfil do Instagram ou do Facebook é vendido em sites como Mercado Livre e Ebay para outras pessoas que pretendem se valer do elevado número de seguidores para divulgar uma marca nas redes sociais – que é o marketing da moda.

Assim, os consumidores não possuem direitos perante a empresa suposta responsável pelo falso sorteio, pois o uso da marca em tais perfis nem sequer é autorizado – afirmação que fazemos com base em premissas gerais da maior parte desses casos.

De outro vértice, a depender das circunstâncias concretas, as referidas companhias podem eventualmente pleitear indenização por dano moral pelo uso indevido e pejorativo de seu nome e sua imagem – principalmente nos casos em que o responsável pela página na rede social ainda obtém indevida vantagem com a divulgação não autorizada da marca de terceiros (sobre o tema, confira nossos posts anteriores sobre marcaimagem).

No geral, em época de Black Friday, é preciso ficar atento a todo e qualquer potencial risco, seja ele praticado pela própria loja ou por terceiros de má-fé. No primeiro caso, assim como já alertamos, aconselhamos que a reclamação seja feita perante o PROCON ou junto a instituições como o Reclame Aqui, o Reclamão, etc. Já no segundo, como a empresa também pode ser enquadrada como vítima dessa situação na maioria dos casos, é aconselhável que o consumidor proceda com a denúncia do falso perfil ao provedor – antes que ele seja modificado e vendido em outro local.

Portanto, tome cuidado com as propagandas enganosas, sejam elas quais forem, para que você possa aproveitar o Black Friday – ainda que isso queira dizer não efetuar nenhuma compra.

Um comentário em “Cuidado com a Black Friday!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *