Empreendedorismo na geração Y

Olá, Pais e Professores Empreendedores!

** CURTA A PÁGINA DO BLOG EDUCAÇÃO E EMPREENDEDORISMO NO FACEBOOK **

**PARTICIPE DO SORTEIO DO “MANUAL DO EMPREENDEDOR”**

Você sabe citar 3 características próprias dos empreendedores da Geração Y, como foram batizados os nascidos dos anos 80 para cá?

– Ganha o mundo (sem sair de casa);

– Se diverte (enquanto trabalha duro);

– Fatura milhões (investindo pouco).

(Da esq. para a dir.): Patrícia Lens Cesar, 26, a ecológica; Patrícia Andrade Helú, 22, a determinada; Breno Masi, 26, o libertário; Gustavo Ely Chehara, 27, o imediatista; Paulo Vinícius de Souza, 23, o versátil; Bruno de Araujo, 21, o globalizado

Eles estão reinventando o jeito de fazer negócios.

Sua forma de pensar e agir pode surpreender quem veio ao mundo antes do controle remoto.

A revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios levantou as características marcantes do modelo “Y” de empreender:

TECNOLOGIA: afinidade com internet instintiva para lazer ou no trabalho.

A trajetória de Breno Masi, 26, é um exemplo de negócio pela internet. Até o sócio veio de contato virtual. Ele foi um dos primeiros do mundo a destravar o iPhone. Divulgou a proeza no YouTube e transformou o desbloqueio em um rentável negócio.

Paulo Vinicius de Souza, 23, expandiu de São Paulo para o Rio de Janeiro as operações da sua empresa de recreação e eventos, com site próprio, comandada de São Paulo.

MAIS COLABORAÇÃO E MENOS HIERARQUIA E REGRAS: é o caso da FingerTips, a desenvolvedora de aplicativos para iPhone de Breno. “Não controlamos horários e nossos programadores podem trabalhar em casa”, conta. “Cada um tem liberdade para encontrar a melhor forma de realizar suas tarefas”, complementa ele.

AUTONOMIA

QUALIDADE DE VIDA

CAPACIDADE DE INOVAÇÃO: facilidade em quebrar paradigmas para conceber novos produtos, serviços ou processos e adoram perguntar: ‘Por que isso tem que ser assim?’

IMEDIATISMO: acostumados a conseguir o que desejam com um clique no mouse, fazem várias coisas ao mesmo tempo e não têm o hábito de esperar. Gustavo Ely Chehara, da rede de docerias Docella, é o típico exemplo. “Nunca quero as coisas para hoje, sempre para ontem”, diz.

ATUAÇÃO GLOBAL E EM NICHOS ESPECÍFICOS: A mais nova empreitada do Bruno de Araujo, 21, tem o objetivo de despachar guitarras para o mundo todo. “Para mim, tanto faz se o cliente está na esquina, nos Estados Unidos ou na China”, diz Bruno. As empreendedoras Patrícia Andrade Helú, 22, e Patrícia Lens Cesar, 26, ilustram o caso dos nichos específicos. Elas têm um site que vende roupas feitas para ficar em casa.

PREOCUPAÇÃO COM A SUSTENTABILIDADE: As duas Patrícias e o estudante Bruno têm uma preocupação comum: o meio ambiente. Ele planeja fabricar guitarras de madeira reciclada e cordas revestidas a pet. Elas querem lançar uma coleção com corantes naturais e material orgânico.

Sucesso aos Pais e Professores Empreendedores!

Até o próximo post!

Fonte: Revista PEGN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *