Hiperatividade X Hipoatividade

Olá,

** CURTA A PÁGINA DO BLOG EDUCAÇÃO E EMPREENDEDORISMO NO FACEBOOK **

Ouço tanto falar em HIPERATIVIDADE como doença, distúrbio e um mal a ser tratado com remédios e terapias e fico aqui me perguntando… Não será isso o resultado de um modelo educacional que não acompanha o processo de desenvolvimento acelerado que vem apresentando as novas gerações?

Quando metodologias com atividades mais dinâmicas são introduzidas em escolas de métodos tradicionais, muitos alunos ditos “com problemas ou dificuldades” se destacam e tem um excelente desempenho. Isso acontece com frequência na metodologia JEPP – Jovens Empreendedores Primeiros Passos – que sou facilitadora pelo Sebrae.

Eu fico feliz quando vejo crianças e jovens cheios de energia, movimento e vontade!! Fico animada de ver gente querendo se mexer, aprender e fazer coisas. Pra dizer a verdade, me preocupa muito mais a HIPOATIVIDADE (se é que existe esse termo!). Sim! Aqueles alunos que não querem nada, que só querem dormir e ficam como espectadores assistindo a vida passar.

Sobre esses pouca gente fala…

Eles dão menos trabalho enquanto crianças…

O grande problema é depois que cresce…

Para mim uma incoerência total, quando crianças os educadores, muitas vezes, dizem:

– Você não tem que querer nada! – e vão repetindo isso infância afora…

Depois que crescem, os educadores dizem dos adolescentes:

– Esse menino não quer nada com nada! Não sei o que fazer…

Ora, ele só está executando o que os educadores ordenaram a infância toda…

Que tal repensarmos?

Sucesso aos Empreendedores!

Até o próximo post!

** CURTA A PÁGINA DO BLOG EDUCAÇÃO E EMPREENDEDORISMO NO FACEBOOK **

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *