Dez aeroportos brasileiros isentam passageiros da taxa de embarque

natal

Ao comprar um bilhete aéreo o passageiro é obrigado a pagar a taxa de embarque. O valor é calculado de acordo com a infraestrutura e serviços oferecidos pelo aeroporto. No Brasil dez terminais não cobram esse tributo. Os passageiros que embarcaram a partir de 31 de maio deste ano no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, estão isentos de pagar a taxa.

O Aeroporto de Teixeira de Freitas, no Sul da Bahia, que nesta segunda ( 29 de setembro) começou a receber voos da Azul, também não vai cobrar a taxa de embarque. Em Minas Gerais esse tributo não é cobrado de quem embarca em Patos de Minas. O Aeroporto de Rio Verde, em Goiás, também não cobra a taxa de embarque.

Os passageiros de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, também estão livres da taxa de embarque. O Norte do Brasil é a região que o maior número de aeroportos sem a cobrança da taxa de embarque. O custo do tributo é zero nas cidades de Eirunepé, Lábrea, Tefé e São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas. No Pará a taxa de embarque é isenta nos aeroportos de Tucuruí e Porto Trombetas.

A taxa de embarque dos voos de São Gonçalo do Amarante aparece nas passagens, mas todos os passageiros estão recebendo os valores pagos. É preciso entrar em contato com a companhia aérea. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) o tributo só poderá ser cobrado quando a Inframérica, que ganhou a concessão do terminal, concluir as obras.

Ainda segundo a Anac, a taxa ainda é cobrada pelo fato de não ser possível retirar o tributo das companhias apenas do aeroporto do Rio Grande do Norte. Operam em São Gonçalo do Amarante as companhias Avianca, Azul, Gol e TAM.

Para saber mais sobre viagens e promoções leia o Tudo Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *