Parque do Caraça proporciona um roteiro turístico de imersão na natureza e história

Localizado na Serra do Espinhaço, o parque é um convite para uma viagem no tempo desde de a época do Brasil Império.

Com uma área de 13 mil hectares de mata atlântica e serrado, o Santuário do Caraça fica entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara. Ele acaba de receber o título de uma das 7 maravilhas da Estrada Real. Vista de longe, quem chega a serra, se depara com enormes rochas que se assemelham a um rosto humano de perfil, por isso o nome Caraça, que quer dizer “cara grande”. E no meio da mata, uma construção do século 19 chama a atenção por destoar de todo o verde da paisagem do lugar.

Você pode conhecer essa reserva natural viajando pelo trem de passageiros da Vale que parte todos os dias de Vitória e de Belo Horizonte. O desembarque do trem é na Estação Dois Irmãos, localizada a 22 quilômetros do Caraça. Quem se optar em ficar na capital mineira, que fica a 120 quilômetros, encontra hospedagem barata nesta época do ano.

Fundado em 1774 pelo Irmão Lourenço de Nossa Senhora, um português que veio para o Brasil e resolveu se afastar de tudo para se dedicar a fé, encontrando na região central de Minas Gerais o lugar que seria seu refúgio. O Santuário do Caraça era, inicialmente, um pequeno oratório para peregrinos que também buscavam o isolamento para se conectar com o Divino.

Quando o Irmão Lourenço faleceu, ele doou em testamento o terreno para a Igreja Católica com a condição de que ali abrigasse um colégio para meninos e um seminário para padres. Atendendo aos desejos de seu fundador, em abril de 1820 foi inaugurado o Colégio do Caraça, recebendo seus quatro primeiros alunos. Por 150 anos o Colégio do Caraça foi referência entre os colégios internos brasileiros, oferecendo educação de qualidade para garotos de todas as partes do país.

Além do Colégio, o espaço abrigava um seminário para formação de padres e a primeira igreja católica construída no estilo neogótico do Brasil. Os lindos vitrais da Igreja de Nossa Senhora Mãe dos Homens foram produzidos na França a mando do próprio Imperador Dom Pedro II, que resolveu presentear o lugar após uma passagem que o deixou maravilhado.

 

Em 1968 um terrível e acidental incêndio tomou o primeiro andar do Colégio do Caraça, transformando em cinzas boa parte da história do local. Alguns livros, os vitrais e outros itens conseguiram ser salvos e garantiram a preservação da história do Colégio que ainda traz boas lembranças para os meninos que lá viveram, como o atual Diretor do Santuário, Padre Lauro Palú.  Após o incêndio, com os esforços da Igreja e da sociedade como um todo, o lugar foi restaurado, mas não mais para ser um colégio e seminário, e sim para ser um santuário de preservação e conscientização ambiental.

O Parque do Caraça abriga diversas espécies da flora e fauna, algumas presentes somente na serra, trilhas que levam a rios, piscinas naturais e quedas d’água. Hoje, no local existe um museu que conta toda a sua história, desde a fundação; uma biblioteca com raros e antigos exemplares; celebrações de missas diárias, na linda igreja neogótica; além de um confortável hotel e um restaurante com a deliciosa gastronomia da região, tudo isso para proporcionar aos visitantes um contato com a natureza em uma experiência mágica.

O Santuário do Caraça funciona todos os dias da semana, das 08h às 17h, e a entrada para visitação custa, a partir de R$ 12,00. A hospedagem, com pensão completa, varia entre R$ 143,00 e R$ 220,00, por pessoa, a diária, dependendo da acomodação.

Santuário do Caraça

Local: Estrada do Caraça, KM9 – Entre os municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35969-000
Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do charmoso acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais/MG)
Horário de Funcionamento para visitação: Todos os dias, das 08h às 17h
Valores: a partir de R$ 12,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *