Patrimônio cultural está sendo degradado

Mensagem enviada por: GERALDO FERNANDES MIRANDA JÚNIOR
EDUCAÇÃO SEM MEMÓRIA
DEGRADAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL, NATURAL E ARQUITETÔNICO DA EEEFM-JOÃO CRISÓSTOMO BELEZA.
A COMUNIDADE DE PORTO DE SANTANA PERDEU A REFERÊNCIA DA ESCOLA QUE ERA O MARCO ZERO DA FORMAÇÃO DO BAIRRO. CONSTRUÍDA EM 1968 E INAUGURADA EM 1970 PELA COMPANHIA VALE, ERA UMA ESCOLA COM ARQUITETURA DIFERÊNCIADAS DAS OUTRAS ESCOLAS DO ESTADO. PROJETADA PARA ATENDER ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL (1º A 4º SÉRIE) COM TODA INFRAESTRUTURA E PREVENÇÃO CONTRA INCÊNDIO, SINALIZAÇÃO E TREINAMENTO DOS ALUNOS, SAIDAS DE EMERGÊNCIA, INSTINTORES DE INCÊNDIO, SALA DE AULA COM DUAS PORTAS, RAMPA PARA DEFICIENTE FÍSICO E OUTROS. A ESCOLA TINHA LABORATÓRIO, ENFERMARIA, BIBLIOTECA, REFEITÓRIO COM MESAS E CADEIRAS ALÉM DE UM SALÃO NOBRE COM UM “MOSAICO” DE TRÊS METROS, PINTURA EM AZULEIJO “RETRATANDO OS ALUNOS E O FUTURO” INTERAGINDO COM UM JARDIM DE FRUTÍFERAS QUE DAVA BELEZA PAISAGÍSTICA A OBRA. ESTA ECOLA FOI DOADA PELA VALE AO GOVERNO NA DÉCADA DE 80 E NUNCA PASSOU POR REFORMA, MAS AINDA ESTAVA EM BOM ESTADO DE CONSERVAÇÃO. A SEDU/ES DEVERIA TER FEITO UM ESTUDO SOBRE A ESCOLA E OU TOMBAMENTO DA MESMA, POIS ENTENDEMOS QUE: SE EXISTE UM “SENTIMENTO”, ISSO JÁ CARACTERIZA PRESERVAR E SENDO UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO PÚBLICO QUE PROMOVE CULTURA, ENTENDE-SE QUE JÁ SERIA PRESERVADO.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *