• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Buscas por suposta terrorista prosseguem na França

Geral

Buscas por suposta terrorista prosseguem na França

Paris - A polícia da França segue realizando buscas para encontrar a viúva de um dos suspeitos de organizar os atentados terroristas ocorridos em Paris e nos arredores da capital francesa. Hayat Boumeddiene, de 26 anos, ainda está à solta e é tida pelas autoridades do país como potencialmente armada e perigosa.

Boumeddiene é suspeita de ajudar o marido Amedy Coulibaly e os irmãos Said e Cherif Kouachi a tramar os ataques terroristas. A jovem casou-se com Coulibaly em uma cerimônia islâmica que não é reconhecida pelo governo francês, que utiliza o nome de solteira de Hayat para se referir a ela durante as buscas.

A suspeita nunca foi condenada por nenhum crime, mas arquivos judiciais sinalizam que ela era muito próxima a radicais islâmicos conhecidos pelos serviços de segurança domésticos. Boumeddiene também chegou a posar para uma foto em traje islâmico e segurando uma besta. Ela chegou a ser interrogada por agentes franceses sobre sua reação a ataques terroristas realizados pela Al-Qaeda. Na ocasião, a jovem respondeu não ter uma opinião, mas logo acrescentou que pessoas inocentes estavam sendo mortas por norte-americanos e precisavam ser defendidas.

A relação de Boumeddiene com os demais atiradores foi confirmada pela polícia após a análise de dados telefônicos, nos quais as autoridades descobriram que ela chegou a trocar 500 ligações com a companheira de um dos irmãos Kouachi.

Os três suspeitos de cometer os atos terroristas foram mortos pela polícia em ações realizadas na sexta-feira. O trio manteve reféns em uma gráfica e em um supermercado nos arredores de Paris durante horas, até que policiais invadiram os dois lugares. As operações resultaram em trocas de tiros e quatro dos reféns foram mortos, supostamente por tiros de Coulibaly. Fonte: Associated Press.