• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mais de 7 mil peixes são encontrados mortos no Rio Doce após passagem de lama

Geral

Mais de 7 mil peixes são encontrados mortos no Rio Doce após passagem de lama

Pesquisas mostram que mais de 7 mil peixes foram encontrados mortos entre os meses de novembro e janeiro nos municípios de Baixo Guandu, Colatina e Linhares

Arraia foi encontrada morta em Regência, Linhares. Foto: Divulgação/Bioma

De novembro até a última terça-feira (12) foram encontrados mortos na calha do Rio Doce entre Baixo Guandu, Colatina e Linhares 7.328 peixes. Os dados são do relatório da empresa Bioma Estudos e Projetos Ambientais, que está realizando pesquisas no rio durante a passagem da lama de rejeiros da barragem de Mariana (MG).

Entre as espécies que foram encontradas mortas estão uma arraia e um peixe espada. A arraia foi encontrada na praia de Regência no último dia 11. Já o peixe espada foi encontrado no dia 26 de dezembro.

Segundo o relatório da empresa ambiental, não é possível afirmar ainda a causa da morte dos peixes e que uma análise será feita para avaliar isso. O relatório com os resultados da necropsia deve ser concluído ainda no mês de janeiro e depois encaminhado aos órgãos públicos.

Ainda segundo a empresa, os exemplares foram congelados para posterior destinação em local devidamente licenciado pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema).

O relatório, divulgado na terça-feira (12) apontou também a morte de diversas espécies de peixes. Neste período de pesquisa o total de animais mortos em Baixo Guandu, foi de 5.534, em Colatina, 163 e em Linhares, 1.631.

Extensão

De acordo com o IEMA, no sobrevoo realizado no último dia 12 foi constatado que a lama chegou a uma área de 27,4 km², sendo 3,6 km ao Norte, 8,7 km ao Sul e 7,7 km ao Leste.