• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Banhistas reclamam da falta de guarda-vidas em praias da Grande Vitória

  • COMPARTILHE
Geral

Banhistas reclamam da falta de guarda-vidas em praias da Grande Vitória

O sindicato dos guarda-vidas do Espirito Santo informou que faltam profissionais e materias

O sindicato da categoria diz que o efetivo é bem menor do que deveria

Quem frequenta as praias da Grande Vitória tem reclamado da falta de guarda-vidas. Segundo o sindicato dos guarda-vidas do Espirito Santo, faltam profissionais.

A distância ideal entre os postos é de aproximadamente 500 metros, mas não é em todo lugar que isso é colocado em prática. De acordo com o sindicato, na capital, trabalham todos os dias 30 guarda-vidas quando o mínimo deveria ser 45. Em Vila Velha são 86, mas deveria ter 160. Na Serra, são 97, quando o necessário seria 120. Em Guarapari, tem 85, o ideal seria 160.

O sindicato chamou a atenção para a falta de equipamentos: a boia usada para socorrer a vítima com mais agilidade e a máscara para ressuscitação cardiopulmonar, além do kit de primeiro socorros.  De acordo com o sindicato, os postos que têm o equipamento estão desgastados e precisam ser trocados.

A Prefeitura de Guarapari disse que os guarda-vidas estão nos locais de maior concentração de banhistas e que todos tem os equipamentos necessários. Já a Prefeitura de Vitória disse que são 85 homens espalhados em 14 postos e não 30, como informou sindicato. Já a administração de Vila Velha falou por meio de nota. que conta com 114 guarda-vidas e outros 21 estão em processo final de contratação.