• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Caio Castro tira 1º passaporte do ES para circular com isenção de impostos no exterior

  • COMPARTILHE
Geral

Caio Castro tira 1º passaporte do ES para circular com isenção de impostos no exterior

Esse documento é emitido no Brasil pela Confederação Nacional da Indústria

O ator Caio Castro foi o primeiro a emitir um passaporte de mercadorias no Espírito Santo. De acordo com a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), esse documento permite a circulação de bens em mais de 75 países sem a incidência de impostos. Segundo a federação, esta é apenas uma das vantagens do ATA Carnet, que pode ser usado tanto por pessoas jurídicas quanto físicas.

A Findes explicou que a Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio das federações de indústrias, é a única instituição autorizada a emitir esse documento no Brasil. No Espírito Santo, apenas o Centro Internacional de Negócio da Findes (CIN-ES) realiza a emissão do ATA Carnet.

De acordo com a federação, o passaporte simplifica as etapas de exportação e importação temporária nos países que utilizam o sistema do ATA Carnet, garantindo agilidade e segurança ao desembaraço aduaneiro de bens. Todo o processo de solicitação do documento é eletrônico e pode ser feito diretamente pelo usuário por meio da aplicação on-line. A Receita Federal do Brasil monitora e valida os ATA Carnets emitidos no Brasil para as exportações temporárias e reconhece os ATA Carnets emitidos por entidades no exterior para o caso das admissões temporárias em território nacional.

“O ATA Carnet é importante por tornar mais fácil para o empresário a circulação de amostras de seus produtos por vários países. Sem o passaporte, por exemplo, para fazer um roadshow de exposição de peças de design pela América do Norte e Europa, seria necessário pagar encargos e tributos de importação e enfrentar burocracia a cada país visitado. Com o ATA Carnet, todas as formalidades aduaneiras são resolvidas com apenas um documento aceito em vários países”, afirmou o gerente do CIN-ES, Frederico Miranda.

Sobre o ator que fez o documento pelo Espírito Santo, Miranda disse que será para uma expedição. Recentemente, o ator Caio Castro usou os serviços do CIN-ES para emitir o ATA Carnet para liberação do seu motorhome e de equipamentos internos. Ele fará uma expedição por vários países com destino à Rússia, onde chegará na véspera na Copa do Mundo”, contou o gerente do CIN-ES.

Como emitir o documento

O cadastro dos representantes, bens e destinos, que é feito pelo usuário do sistema, pode levar em média de 10 a 20 minutos, a depender da quantidade de bens que serão informados. A aprovação do título é feita geralmente no mesmo dia do recebimento da solicitação. A contratação do seguro garantia, que é feita após a aprovação do ATA Carnet, leva em média de 3 a 5 dias, a depender unicamente da avaliação da corretora. Após a contratação do seguro garantia e lançamento do número e data da apólice no sistema ATA, o prazo regular de emissão do título é de até 48h. A emissão pode ser feita até no mesmo dia se solicitado a taxa de urgência no próprio sistema.

As tarifas para emissão do ATA Carnet são calculadas a partir do valor dos bens, do número de países que irão visitar e outros serviços. Os capixabas interessados em emitir o ATA Carnet podem procurar o Centro Internacional de Negócio da Findes (CIN-ES) no endereço Avenida Nossa Senhora da Penha, 2053, Santa Lúcia, Vitória (ES) ou ligar no telefone 3334-5673. Mais informações: www.ata.cni.org.br

Viagem de Caio Castro

O ator Caio Castro tirou o ano para realizar um sonho: viajar à Rússia, por terra, na companhia de seus amigos, segundo informações do colunista Gabriel Perline, do Estadão. Caio deve seguir viagem no próximo mês, pois ainda espera seu motorhome ficar pronto. A ideia é sair do Rio de Janeiro e chegar à Rússia até junho, onde tentará assistir alguns jogos da Copa do Mundo. No meio do caminho, tanto na ida quanto na volta, pretende visitar todos os países europeus.

Como parte dos deslocamentos não possuem conexões terrestres, o motorhome será transportado por barcos. Ele ainda estará acompanhado de dois amigos, que ficarão responsáveis por registrar toda a viagem. A ideia, de acordo com o colunista, é transformar o material em uma série e tentar vender para algum canal da TV paga.