• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Instituto Americo Buaiz celebra seis meses de trabalho e solidariedade no Espírito Santo

ADOTE UMA CAUSA

Geral

Instituto Americo Buaiz celebra seis meses de trabalho e solidariedade no Espírito Santo

Exercendo a solidariedade, o IAB já apoiou duas instituições em 2017 e uma nova entidade já foi escolhida para receber o apoio neste ano

Americo Buaiz Filho é o presidente do IAB | Foto: Everton Nunes

O Instituto Americo Buaiz (IAB) está completando seis meses de atuação em prol da ética, da promoção da cidadania e da defesa dos direitos humanos. O período de existência pode parecer pouco, mas já existem muitos motivos para se orgulhar.

A missão do IAB é apoiar o desenvolvimento social no Estado do Espírito Santo, usando a força da comunicação em favor de entidades do Terceiro Setor e promovendo ações e projetos nas áreas de educação, cultura, assistência social e meio ambiente. Para a realização dos trabalhos, a palavra de ordem é a solidariedade.

Trabalhos em 2017

No ano passado, duas instituições receberam o apoio do IAB. Com o trabalho e a dedicação dos voluntários das empresas do Grupo Buaiz, o Lar do Idoso Monsenhor Alonso e o Instituto João XXIII receberam ações em prol das crianças, jovens, adultos e idosos atendidos pelas entidades.

A primeira ação voluntária foi realizada com os idosos do Lar Monsenhor Alonso, no Parque Moscoso, em Vitória. Eles tiveram uma tarde de muita animação com os voluntários do jornalismo da Rede Vitória de Comunicação. Esta foi a primeira ação da equipe e não faltou alegria, disponibilidade e diversão.

Em outubro de 2017, a parceria, o trabalho, a solidariedade e a dedicação resultou em um evento em agradecimento pela conclusão das obras de reforma do Lar do Idoso Monsenhor Alonso, primeira entidade apoiada pela instituição.  Na ocasião, o diretor presidente do IAB, Americo Buaiz Filho, falou sobre a parceria com o Lar do Idoso e disse que o local guarda um sentimento especial, pois onde hoje funciona a casa de acolhida foi moradia de alguns membros de sua família. “Esta casa foi construída pelos meus avós, onde criaram seis filhos. Três deles nasceram aqui. Quis o destino que se transformasse nessa obra maravilhosa que acolhe idosos”, relatou.

O segundo instituto apoiado pelo IAB foi o João XXIII. Um projeto que já retirou quase 3 mil crianças e adolescentes do risco social, em Vitória, e completou 18 anos. Ao todo, o projeto retirou 2,7 mil crianças e adolescentes do risco social, que é o principal objetivo do João XXIII. Adriana Giuberti acompanha o resultado do projeto idealizado pelos pais há 18 anos. “Nós gostaríamos que as crianças e adolescentes tivessem o direito a sonhar, de ter um futuro bom, de sorrir e serem felizes”, disse a presidente do instituto.

Entre os trabalhos realizados, houve a campanha para arrecadação de livros, que mobilizou os capixabas e o resultado mostrou que a população é solidária e incentiva a leitura e as comunidades atendidas. A arrecadação durou menos de um mês e foram 928 títulos recebidos no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do Shopping Vitória. Todos os livros arrecadados serão encaminhados à entidade e irão compor o projeto Baú Literário.

O trabalho continua

Nos próximos dois meses, a instituição apoiada será o Serviço de Engajamento Comunitário – Secri, uma entidade que tem por missão contribuir para a melhoria da qualidade de vida da comunidade despertando a consciência crítica por meio da promoção humana.

O Secri é uma entidade sem fins lucrativos que em 2018 completa 30 anos de atuação, realizando trabalhos sociais em conjunto com as famílias mais necessitadas que residem nas comunidades de São Benedito, Bairro da Penha, Itararé, Bonfim, Consolação, Floresta e Engenharia, bairros que pertencem à Poligonal I da Prefeitura Municipal de Vitória.

Voluntariado

Na ocasião da entrega da reforma do Lar do Idoso, o diretor presidente do IAB, Americo Buaiz Filho, destacou que a missão do instituto é chamar a atenção para a dimensão do trabalho das instituições apoiadas e dar visibilidade para os trabalhos já desenvolvidos por cada uma. Para que tudo isso seja cumprido, é imprescindível a participação dos voluntários.

“O trabalho tem que ser feito por voluntariado, que são pessoas que doam seu tempo. Nós temos convidado os colaboradores do Grupo Buaiz para participar. No Lar do Idoso, foram convidados a equipa da Rede Vitória, que desenvolveram um trabalho belíssimo. Para o João XXIII, foram os colaboradores do Shopping Vitória. É com esse conjunto de pessoas que vamos construir o nosso trabalho”, disse Americo Buaiz Filho.