• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arma de ladrão falha 3 vezes, idosa escapa e comparsa é atingido

  • COMPARTILHE
Geral

Arma de ladrão falha 3 vezes, idosa escapa e comparsa é atingido

O suspeito que tentou fazer o disparo três vezes contra a aposentada conseguiu escapar. Já o comparsa não teve a mesma sorte, após receber atendimento médico foi preso

O criminoso foi verificar o que estava errado na arma e acertou o comparsa Foto: Reprodução

A aposentada Deise Silva Soares, de 68 anos, protagonizou uma cena digna de filmes de ação com final feliz. Ao ser abordada por dois assaltantes, um deles armado, ela ficou paralisada. Um dos bandidos pegou uma arma, apontou e tentou atirar na direção da vítima. Mas a arma falhou três vezes. Em seguida, o ladrão foi verificar o que havia de errado e a arma disparou acertando a perna do seu comparsa. Deise saiu sem ferimentos.

Segundo a polícia, a aposentada foi de carro, uma SUV Tucson, até uma feira no bairro da Penha, na zona leste. A empregada dela, Maria Lucia Soares da Silva, de 45 anos, estava junto. Elas pararam o veículo na Rua Sinanduva e desceram. Mas Deise voltou para deixar o carro embaixo de uma árvore. Quando saiu do veículo, foi abordada pelos dois bandidos.

Os assaltantes, ainda segundo a polícia, disseram para Deise não gritar e entregar a chave do carro. A aposentada ficou parada e em choque. Foi quando um dos bandidos apontou a arma na direção dela e começou a apertar o gatilho. Depois da terceira tentativa, ele começou a mexer na arma para verificar o que havia de errado. Foi quando o revólver disparou e acertou a perna do comparsa. Os dois conseguiram fugir a pé e a Polícia Militar foi acionada.

Enquanto a aposentada era atendida por um grupo de policiais, outros foram até o Hospital Municipal do Tatuapé checar a denúncia de que um homem baleado estava sendo atendido. Segundo a PM, Phelipe Kauê da Silva, de 24 anos, ferido pelo comparsa, confessou o crime.

Depois de ser atendido, foi levado ao 24º DP (Ponte Rasa), onde foi reconhecido pela aposentada. O homem que tentou fazer o disparo conseguiu escapar.