• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mulher será indenizada pelo Estado após ser destratada por médica em hospital de Vila Velha

Geral

Mulher será indenizada pelo Estado após ser destratada por médica em hospital de Vila Velha

Estado terá que indenizar a paciente em R$3 mil, após médica do hospital gritar e se negar a atendê-la

A ação foi ajuizada pela autora após ela alegar ter sido destratada por uma médica no hospital

O Estado do Espírito Santo foi condenado a indenizar, em R$ 3 mil, a título de danos morais, uma mulher que foi destratada por uma médica cirurgiã do Hospital Antônio Bezerra de Faria (HABF), em Vila Velha. A decisão é do 2º Juizado Especial Criminal do município e foi divulgada pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJES) nesta terça-feira (13).

A ação foi ajuizada pela autora após ela alegar ter sido destratada por uma médica no hospital. Segundo as informações dos autos, em agosto de 2013 a mulher compareceu ao hospital para realizar uma consulta com uma médica cirurgiã de mão.

Durante o atendimento, a paciente informou para a médica que havia sido reencaminhada por um reumatologista, já que, para ele, a mulher não era portadora de reumatismo, nem fibromialgia em suas mãos.

No mesmo instante a médica levantou bruscamente da cadeira, foi até a recepção, que estava cheia, e afirmou, aos gritos, para as recepcionistas que não atenderia mais a paciente.

Ainda segundo a inicial, após a situação constrangedora a médica cirurgiã emitiu um simples laudo, registrando que a paciente não tinha condições de trabalhar. Ao sair do local a mulher foi à delegacia para registrar um Boletim de Ocorrência.

Diante do exposto, o juiz de direito julgou procedente a pretensão autoral e condenou o Estado a indenizar a mulher, em R$3 mil, a título de danos morais.

A reportagem tentou contato com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) para posicionamento sobre o fato, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.