• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Ele planejava um pouco mais de atraso na chegada da polícia', conta amigo de atirador

Geral

'Ele planejava um pouco mais de atraso na chegada da polícia', conta amigo de atirador

O adolescente contou ainda que mandou mensagem para o amigo assim que soube do massacre

Foto: Reprodução/TV Record

O amigo de um dos atiradores da escola de Suzano, em São Paulo, contou que o adolescente já havia relatado a vontade de planejar um atentado. Em entrevista exclusiva à Record TV, ele afirmou  Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, só não esperava que a polícia chegasse tão rápido. 

"Tudo o que ele fez lá, ele já estava planejando fazer. Acho que que só a chegada da polícia que ele planejava um pouco mais de atraso. Ele gostava bastante de um caso nos Estados Unidos da escola Columbine, em que dois adolescentes entraram e fizeram exatamente a mesma coisa", contou. 

O adolescente contou ainda que mandou mensagem para o amigo assim que soube do massacre, sem saber que ele estaria envolvido.

"Eu soube que era ele a partir do momento que eu chamei ele e falei: mano, está tendo tiroteio na escola. Olha aí o seu sonho sendo realizado. Aí ele não respondeu e eu pensei: 'mano, acho que é ele'", relatou. 

Massacre
O massacre ocorreu por volta de 9h40 da manhã desta quarta-feira (13). Minutos antes, às 9h32, Monteiro havia postado as fotos acima em uma rede social. O adolescente não escreveu nenhuma legenda para as fotografias.

Em seguida, teria entrado, juntamente com Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, na escola estadual Professor Raul Brasil, em Suzano. No local, atiraram contra duas funcionárias da instituição e, depois, em cinco estudantes do ensino médio.