• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após ter casa condenada, moradora de Presidente Kennedy ganha nova moradia

  • COMPARTILHE
Geral

Após ter casa condenada, moradora de Presidente Kennedy ganha nova moradia

Outras residências para famílias de outras localidades que se encontram em situação de risco estão sendo reformadas, ampliadas e construídas. Já foram iniciadas obras em 14 terrenos

A dona de casa Fabiana dos Santos Pereira ganhou uma nova moradia, depois de ter sua residência condenada pela Defesa Civil Foto: ​Divulgação/Prefeitura

O Departamento de Habitação da Secretaria de Assistência Social de Presidente Kennedy, entregou mais uma casa popular no município. A ação é parte do projeto de construção e reforma de casas para famílias que estejam vivendo em imóveis próprios comprovadamente em situação de risco.

A moradia foi entregue na localidade de Boa Esperança, para a moradora Fabiana dos Santos Pereira, de 31 anos. Mãe de duas filhas, Fabiana, que é dona de casa, teve sua residência condenada pela Defesa Civil após um vendaval destruir uma parede da casa no ano passado. Sem renda fixa, não foi possível restabelecer o imóvel e ela precisou morar na casa de parentes.

O caso de Fabiana foi analisado pelo Conselho Municipal de Habitação de Interesse Social e, após ser aprovado pelos conselheiros, a antiga casa precisou ser demolida e construída novamente, para garantir a segurança e o bem estar social da família. “Vocês não imaginam o que é ter a minha casa de volta. Hoje posso dizer que tenho um lugar digno para guardar meus filhos. Eu só posso agradecer”, disse a moradora.

Além desta casa, a prefeitura de Presidente Kennedy já entregou neste mês 30 residências que estavam no Loteamento de Interesse Social (LIS) em Marobá e outras 10 já estão prontas naquela comunidade. A previsão é que nos próximos dias outras 50 casas populares também sejam entregues em Jaqueira. Ainda há outras 66 residências em construção em um terceiro LIS, na comunidade de São Paulo. Ao todo serão mais 300 unidades habitacionais pelo município.