• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Justiça declara ilegal greve dos professores da rede estadual

Geral

Justiça declara ilegal greve dos professores da rede estadual

Manifestações dos professores em Vitória. Liminar determina o imediato retorno ao trabalho Foto: Reprodução

Uma decisão do Desembargador Carlos Henrique Rios do Amaral, publicada nesta quinta-feira (15), declarou ilegal a greve dos professores das redes de ensino estaduais. Os servidores paralisaram as atividades no dia 14 de abril. Entre as reivindicações, estão reposição salarial das perdas da inflação e o respeito à lei do piso. 

A decisão, que declara a ilegalidade da greve, determina também, o imediato retorno aos serviços nas unidades educacionais. Em caso de descumprimento está previsto multa de R$ 20 mil diários e corte no ponto dos professores.

De acordo com a liminar, até esta quinta-feira (15), somando todos os dias de greve, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Espírito Santo, Sindiupes, deverá pagar R$ 631.084,36, no prazo de 15 dias. 

Sindiupes mantém greve
Gean Carlos Nunes, diretor do Sindupes, declarou que o sindicato ainda não foi notificado pela justiça, e que a greve será mantida. De acordo com ele, no próximo dia 21 de maio a categoria realizará uma nova assembleia para definir os rumos do movimento. 

Trânsito no Centro de Vitória é bloqueado durante protesto nesta quinta-feira
O início da tarde desta quinta-feira (15) foi de muito tulmuto e exigiu muita paciência dos motoristas. Um protesto dos professores bloqueou o trânsito na Avenida Jerônimo Monteiro, em frente ao Palácio Anchieta.  Com o trânsito interditado, os pontos de ônibus do Centro de Vitória ficaram lotados. A via foi liberada pelos manifestantes, por volta das 15 horas. 

Greve também em Vila Velha 

Começa a partir desta sexta-feira (16) a greve dos professores municipais de Vila Velha. A decisão foi tomada após assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (15).

Os professores reivindicam um reajuste salarial de 8,29%, valor que seria referente ao índice de reajuste anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) nos anos de 2013 e 2014. O valor é o somatório dos dois anos já que os professores alegam não ter recebido aumento em 2014.

Outra reivindicação e o retorno das eleições diretas para diretores das escolas. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes), a escolha de diretores acontece por indicação e o Conselho Municipal de Educação já teria aprovado a resolução que aguarda análise na prefeitura.

Os professores também pedem auxílio alimentação de R$ 400. Eles prometem realizar manifestações a partir da próxima segunda-feira (19).

Professores de Cariacica tambem estão em greve Foto: Reprodução

Professores municipais de braços cruzados

Além dos professores estaduais, que também estão em greve, os professores de Cariacica também estão em greve. Uma reunião com o prefeito aconteceu na tarde desta quinta-feira (15). Os professores da rede municipal de Vitória também entraram em greve no dia 24 de abril.