• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kerry e Putin se reúnem, mas não avançam em divergências sobre Ucrânia

Geral

Kerry e Putin se reúnem, mas não avançam em divergências sobre Ucrânia

SOCHI, Rússia - O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, se reuniu hoje com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e com o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov. Em entrevista coletiva após o evento, Kerry e Lavrov não anunciaram nenhuma ruptura nas divergências envolvendo os dois países, mas disseram-se comprometidos a implementar os acordos de paz já fechados em relação à Ucrânia.

As autoridades dos EUA e da Rússia também discutiram como reiniciar as conversas com autoridades do regime sírio e também com a oposição do país, e disseram que trabalharão para isso nas próximas semanas.

Kerry se reuniu primeiro com Lavrov, depois ambos se encontraram com Putin. Cada reunião durou cerca de quatro horas, segundo funcionários. Ainda que não tenha havido avanços concretos, as autoridades russas parecem ter suavizado seu tom, na comparação com declarações mais duras dadas anteriormente.

Kerry disse que nenhum dos lados estava buscando alguma "grande ruptura", mas sim ambos desejavam manter o canal de comunicação aberto. Os EUA e a Rússia discutiram as negociações sobre o programa nuclear do Irã, os distúrbios no Oriente Médio e o programa nuclear da Coreia do Norte.

Autoridades ocidentais têm em geral evitado a Rússia desde o recrudescimento da crise na Ucrânia. Kerry cancelou uma viagem que faria mais cedo neste ano para se reunir com Putin em Moscou, enquanto os confrontos pioravam no leste ucraniano em janeiro e fevereiro.

Após Sochi, Kerry segue para a Turquia, para um encontro na quarta-feira com ministros das Relações Exteriores da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Ele também se reunirá com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Pavlo Klimkin, com o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, e com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg. Fonte: Dow Jones Newswires.