• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Escolas recebem orientações sobre abuso sexual de crianças em Guaçuí

Geral

Escolas recebem orientações sobre abuso sexual de crianças em Guaçuí

Educadores da educação infantil de Guaçuí receberam informações das equipes do Creas e do Conselho Tutelar

Educadores das escolas de Guaçuí, principalmente os que trabalham com educação infantil, participaram de palestras durante toda a semana, em que receberam informações e orientações de como lidar com situações de violência e abuso sexual de crianças e adolescentes. As orientações foram dadas pelas equipes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), e do Conselho Tutelar do município, que também ouviram sugestões e relatos de quem convive no dia a dia com as crianças.

As palestras fazem parte da campanha contra a violência e o abuso sexual de crianças e adolescentes que está em andamento no município e terá seu ápice no próximo dia 18, quando será realizado o “Faça bonito”, em prol da proteção das crianças e adolescentes de Guaçui, com passeata e estande na Praça João Acacinho (veja programação abaixo). O evento está sendo organizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, por meio do Creas e Conselho Tutelar.

Conforme explica a coordenadora do Creas de Guaçuí, Roberta de Paula Marques, as palestras – que terminaram nesta quinta-feira – foram muito positivas, porque houve uma troca de informações importante numa “roda de conversa” e a apresentação de vídeos. “Falamos das intenções e objetivos no combate ao abuso sexual e qual o melhor jeito de agir nas situações que se apresentam nas escolas, e também da importância de prestar atenção em mudanças de comportamento das crianças, por exemplo”, afirma.

Uma das sugestões apresentadas pelas equipes do Creas e do Conselho Tutelar seria a colocação de uma caixa que leva o nome “Não engula o choro”, para receber possíveis denúncias de casos de violência e abuso sexual, tanto das próprias crianças vítimas ou colegas de vítimas, no caso daquelas que já possam se expressar escrevendo, assim como de professores e outras pessoas. As denúncias também podem, de forma anônima, ser feitas pelos telefones 100 e 181, assim como para o plantão do Conselho Tutelar de Guaçuí (28) 99999-7208.

Sobre isso, a presidente do Conselho Tutelar de Guaçuí, Maria Emília Costa, enfatiza que é importante que as pessoas denunciem. “Para falar a verdade, hoje em dia é raro que as denúncias cheguem por parte das escolas, por isso estamos fazendo as palestras, porque geralmente chegam pelos telefones e também pelo Pronto Socorro e Polícia Militar”, conta Maria Emília que revela um número preocupante. “Só nos últimos quatro meses, registramos 11 casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes entre 7 e 13 anos de idade, e vai chegar a 12, porque ainda vamos atender a uma de abuso de uma menina de seis anos, praticado por um homem, com a permissão da mãe da criança”, complementa.

Participando da reunião realizada nesta quinta, a professora do Pré 2, do Cemei Zélia Viana de Aguiar – Jardim de Infância, Adriana Kieza Scarandino, coloca que o trabalho que está sendo realizado é muito importante, porque, infelizmente, os casos existem. “Nos meus 10 anos como educadora, tenho visto muitos casos de crianças vítimas de abuso sexual e isso depende de prestarmos atenção, porque as crianças mudam o comportamento e sempre reproduzem com os coleguinhas o que veem acontecendo em suas casas e no meio em que vivem”, conta. “E quando isso acontece, é muito triste e temos que chamar a família e o Conselho Tutelar”, completa.

Programação do Faça Bonito

18 de maio

8h – Passeata pelo Dia de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes (saída da Praça João Acacinho).

8 às 17h – Tenda na Praça João Acacinho, com material explicativo e orientações sobre o combate ao abuso sexual.