• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Área desapropriada em Vila Velha pode receber praça de pedágio da Terceira Ponte

  • COMPARTILHE
Geral

Área desapropriada em Vila Velha pode receber praça de pedágio da Terceira Ponte

O vereador explicou que as cabines da Terceira Ponte voltadas para a cidade de Vitória, teriam que ser deslocadas, de forma que interferisse menos na vida do morador da Capital

As cabines do pedágio na Terceira Ponte deve passar para Vila Velha para acabar com trânsito. Foto: ​Divulgação 

Na semana passada, a Câmara de Vitória aprovou projeto do vereador do Fabrício Gandini (PPS) que proíbe a cobrança de qualquer tipo de pedágio na Capital. Com a decisão, as cabines da Terceira Ponte podem ser transferidas para o município de Vila Velha. 

A retirada das cabines de pedágio da Terceira Ponte que interferem no trânsito de Vitória já era prevista, inclusive, pelo governo do Estado. Gandini (PPS) tomou conhecimento nesta segunda-feira (15) que existe uma área que já foi desapropriada para abrigar os postos de cobrança de pedágio.

O vereador explicou que, como existem cabines da Terceira Ponte voltadas para a cidade de Vitória, elas teriam que ser deslocadas, de forma que interferisse menos na vida do morador da Capital.

“As cabines direcionadas para Vitória interferem na vida do cidadão. Interfere na avenida Nossa Senhora da Penha, Américo Buaiz, Nossa Senhora dos Navegantes, causa grande impacto. Então, a ideia é que elas sejam deslocadas para Vila Velha, já que existe espaço para isso”.

E o vereador ainda acrescentou: “E hoje tomei conhecimento que o governo do Estado já havia pensado na possibilidade de deslocar as cabines. Existe até uma área que foi desapropriada e até indenizada na rua Inácio Higino. Essa desapropriação só reforça a ideia de que a transferência do local de cobrança do pedágio já havia sido pensada”, justificou o vereador.

Quanto à arrecadação de Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS), o vereador Fabrício Gandini garantiu que ninguém sairia prejudicado.

“A arrecadação continuará sendo de 50% para Vitória e Vila Velha. E não seriam todas as cabines que seriam deslocadas para Vila Velha. E isso não causaria impacto à população de lá como foi cogitado”, defendeu Gandini.