• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Comércio capixaba espera alta de 6,5% nas vendas do Dia dos Namorados

Economia

Comércio capixaba espera alta de 6,5% nas vendas do Dia dos Namorados

Com relação aos presentes, a estimativa da federação é de que o orçamento fique em torno de R$ 150 a R$ 180

Foto: Divulgação

O comércio capixaba está com uma boa expectativa com a movimentação nas lojas durante o Dia dos Namorados deste ano. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES) estima uma alta em torno de 6,5% das vendas em todo o estado, com relação ao mesmo período de 2018.

Considerada a terceira data comemorativa mais importante do calendário varejista, o Dia dos Namorados movimenta os seguimentos de cosméticos, perfumaria, flores, alimentos (com a venda de chocolates, principalmente) e restaurantes.

Com relação aos presentes, a estimativa da federação é de que o orçamento fique em torno de R$ 150 a R$ 180.

Na análise do presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, as datas comemorativas estimulam as vendas do comércio e tem efeito ainda mais importante nesse período de baixa atividade econômica. “Nesse cenário os consumidores, muitas vezes, optam por deixar determinados presentes para essas datas especiais. Também devem contribuir para o aumento a melhoria nos indicadores do mercado de trabalho formal capixaba e da intenção do consumo das famílias, que têm reagido mesmo que gradualmente”, explica.

Origem

O Dia dos Namorados no Brasil foi criado pelo publicitário João Dória, em 1949, como uma forma de repetir o sucesso de vendas do Valentine's Day, no comércio norte-americano. O dia 12 de junho foi escolhido por ser um dia antes do dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro, como é conhecido nas tradições católicas.