• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cerca de 200 famílias são atingidas por rompimento de barragem na BA

Geral

Cerca de 200 famílias são atingidas por rompimento de barragem na BA

A informação foi confirmada nesta sexta-feira (12) ao R7 pela prefeitura do município Coronel João Sá

Foto: divulgação defesa civil

Pelo menos 200 famílias foram atingidas pelo rompimento da barragem no povoado de Quati, localizado na cidade de Pedro Alexandre, a 435 km de Salvador, capital baiana. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (12) ao R7 pela prefeitura do município Coronel João Sá, um dos mais atingidos pelo ruptura da estrutura.

As famílias estão alojadas em seis espaços municipais: um ginásio e cinco escolas. A previsão da administração é de que os desalojados recebam atendimento médico e social nesta sexta-feira. À medida que o nível de água baixar, as famílias poderão retornar às casas, informou a prefeitura.

Em cerca de 130 casas, o nível de água que inundou a região após o rompimento da barragem diminuiu desde a quinta-feira (11). Nesses imóveis, a prefeitura afirmou que iniciará um procedimento de limpeza e remoção de lama para que os moradores possam retornar. No entanto, entre 70 e 80 famílias que moravam nas margens do rio ainda não podem voltar às residências.

Na cidade de Coronel João Sá, as ruas mais atingidas foram a Senhor do Bonfim e as Ruas Baixas. Nos imóveis da avenida principal, o nível de água diminuiu, segundo informações da prefeitura. O governo estadual deve visitar Coronel João Sá e Pedro Alexandre nesta sexta-feira. Juntas, as duas cidades têm aproximadamente 35 mil moradores. Ao governo federal foi solicitado um pedido para que o município entre em estado de alerta.

A prefeitura informou ainda que foi oferecido apoio às famílias para conseguirem recuperar parte dos móveis e objetos pessoais. Não houve, até o momento, mortos nem desaparecidos. As cidades atingidas tiveram situação de emergência decretada na tarde da quinta-feira.

A prefeitura de Pedro Alexandre decretou estado de emergência e calamidade pública, segundo decreto publicado no Diário Oficial do Município.

Alerta aos moradores

Por meio das redes sociais, o prefeito de Coronel João Sá, Carlos Augusto Silveira Sobral (MDB), pediu que os moradores saíssem de suas casas, uma vez que não se sabiam as consequências do rompimento. O prefeito disse ainda que monitorou a situação desde o início e conversou com os secretários "para tentar amenizar e ajudar no que fosse preciso."

A Prefeitura de Coronel João de Sá havia publicado, na página do Facebook, às 10h40, um aviso aos moradores. “Devido ao iminente risco de rompimento da barragem, as famílias que residem na margem do rio do Peixe deveriam ficar em estado de alerta”, dizia o comunicado.

Uma hora e meia depois, às 12h10, a prefeitura disponibilizou um número de emergência (75 9-9987-3416) para contato via WhatsApp. Escolas do município e quadras esportivas estão disponíveis para receber os moradores, informou o órgão.

Com informações do ´Portal R7.