• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cratera é aberta na Praia de Peracanga após solo de areia ceder em Guarapari

  • COMPARTILHE
Geral

Cratera é aberta na Praia de Peracanga após solo de areia ceder em Guarapari

Uma passagem que dá acesso a Praia de Peracanga cedeu e virou um grande buraco.

Aline Couto

Redação Folha da Cidade
Foto tirada na tarde de ontem (28) por uma moradora local.

Localizado na região da Enseada Azul perto do morro do Judeu, na divisa das praias de Peracanga e Bacutia, em Guarapari, a cratera foi aberta logo após as chuvas com maior intensidade que ocorreram em março deste ano. Os moradores e membros da Associação de Moradores da Enseada Azul (Ameazul) buscam uma solução desde então, o que ainda não aconteceu.

O vice-presidente da Ameazul, Gilvan Cabreira da Silva, contou que em março, após a visita da defesa civil municipal, ficou decido que a Secretaria de Obras resolveria o problema. “Naquela época o local era mais fácil de ser reparado, estivemos mais de uma vez com o secretário de Obras e ele nos prometeu que resolveria, mas até hoje nada”.

“É uma questão de emergência. Por isto está como está se tivesse tomado providências…”, pontuou Gilvan. Ele ainda acrescentou que associação voltou a falar com secretário de Obras. ”Estivemos juntos em uma audiência pública sobre o orçamento participativo da nossa região e o Senhor Emanuel nos prometeu que resolveria a situação”.

Visita ao local da defesa civil municipal em março de 2018. 

Sobre os motivos da abertura do solo na região, o coordenador da Defesa Civil de Guarapari, Romildo Scalzer, explicou que não houve erosão no local e que a causa foi um caminho aberto de forma irregular. “Onde foi feita a passagem existem restingas que foram sendo mortas com o volume de pessoas transitando pelo local. Com as fortes chuvas do início do ano a areia foi sendo empurrada e o solo fraco e exposto foi lambido do local. Ao lado dessa passagem, tem outra com escadas que também dá acesso a praia e foi feito pela prefeitura municipal de forma correta”.

Romildo enfatizou que por não ser erosão e, portanto não haver risco eminente a vida no local, essa questão passou a ser de responsabilidade da prefeitura. “Fomos ao local em março quando teve o ocorrido, fizemos o isolamento, passamos todas as informações as secretarias de Obras e Meio Ambiente e continuamos monitorando o local que tem uma urgência nesse reparo”.

Questionada, a prefeitura de Guarapari disse que a Secretaria Municipal de Obras já realizou vistoria no local, tendo consultado a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente visando realizar intervenção que não cause dano à vegetação de restinga existente. “A Secretaria já possui previsão de realizar as obras de contenção e recomposição do calçamento no próximo mês. A Defesa Civil realizou o isolamento do local, porém houve retirada. Assim, a Secretaria de Obras também ficará a cargo do isolamento”.

Situação do solo quando começou a ceder em março deste ano.