• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Manifestantes realizam ato em Vitória contra corte de verbas na educação federal

Geral

Manifestantes realizam ato em Vitória contra corte de verbas na educação federal

Parte do grupo se concentrou no campus da Ufes, em Goiabeiras, e outras parte, nas proximidades do Ifes, em Jucutuquara. Eles seguiram em direção à Ales

Foto: Laércio Campos/TV Vitória
Parte do grupo se concentrou nas proximidades do Teatro Universitário, no campus da Ufes

Um grupo de manifestantes realizaram um ato público em Vitória, na noite desta terça-feira (13), contra a redução de verbas na educação federal. Parte do grupo se concentrou no campus da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em Goiabeiras, e outras parte, nas proximidades do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), em Jucutuquara.

Por volta das 18 horas, os dois grupos, formados por professores e estudantes das duas instituições de ensino, iniciaram uma carreata, com destino à Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), na Enseada do Suá. O grupo que saiu da Ufes interditou parcialmente o trânsito nas avenidas Fernando Ferrari e Reta da Penha. Já o que saiu do Ifes ocupou duas faixas das avenidas Vitória e César Hilal.

Os dois grupos se encontraram na Avenida Jones dos Santos Neves e seguiram juntos até a Praça da Ciência, na Praia do Canto. Logo depois, caminharam em direção à Assembleia Legislativa, ocupando totalmente uma pista da Avenida Américo Buaiz.

Durante todo o trajeto, os manifestantes gritavam palavras de ordem e carregavam faixas e cartazes com mensagens em alusão ao Governo Federal e à educação no Brasil. O ato faz parte do movimento de Greve Nacional da Educação e é contra o Projeto de Lei "Future-se", do Ministério da Educação (MEC), e contra a reforma da Previdência.

>> Estudantes fazem protesto contra cortes na educação pelo país

Por meio de nota, a assessoria de comunicação da Ufes informou que as atividades acadêmicas e administrativas funcionaram normalmente nesta terça-feira. Sobre a manifestação, a universidade informou que a adesão ao movimento de professores e estudantes é voluntária e individual.

Já o Ifes informou que não houve paralisação das atividades em virtude da paralisação e que respeita o direito a greve. Disse ainda que a adesão à manifestação é de posicionamento individual do servidor.