Em época de racionamento, população denuncia desperdício de água no Hospital das Clínicas em Vitória

Geral

Em época de racionamento, população denuncia desperdício de água no Hospital das Clínicas em Vitória

Segundo moradores do bairro Santa Cecília, a água estaria vindo de um reservatório da unidade de saúde e fica jorrando o dia todo, em vez de ser consumida

Vazamento foi denunciado por moradores de Santa Cecília Foto: TV Vitória

O racionamento de água na Grande Vitória começou nesta quinta-feira (22), com o objetivo de reduzir o consumo da população, para garantir o abastecimento por mais tempo. No entanto, exemplos de desperdício ainda podem ser encontrados. 

Moradores do bairro Santa Cecília, em Vitória, afirmam que tem água limpa sendo lançada direto no bueiro. A água estaria vindo de um reservatório do Hospital das Clínicas. Segundo eles, a água fica jorrando o dia todo e poderia ser utilizada para consumo.

"O hospital não cuida bem da rede de tratamento de água e deixa as bombas ligadas. Enquanto isso, a água vai simplesmente para o ralo. Água limpa! Muita gente está sem água e um hospital, que é um órgão federal que podia dar o exemplo, está desperdiçando", afirmou o estudante Victor Machado Guarnier.

Os moradores acreditam que o cano por onde passa a água funciona como uma espécie de dreno. Ou seja, quando o reservatório está muito cheio, ele leva a água que "sobra" até o bueiro. 

A medida é de emergência e só deve funcionar até que as bombas que alimentam a caixa d'água sejam desligadas. O problema é que, segundo os moradores, esse vazamento já dura uma semana e até agora nada foi feito.

"Já comunicamos o hospital e a Cesan também já está ciente, mas mesmo assim ninguém resolve. Eles vêm aqui, dão um jeitinho, mas depois é mesma coisa", lamentou o estudante.

Já a também estudante Mariana Schneider afirma que, em tempos de economia de água, uma cena como essa provoca revolta na população. "A gente aqui em casa há dois anos tenta economizar ao máximo. A água da máquina de lavar, por exemplo, a gente tenta usar para outras coisas. Os capixabas agora estão envolvidos nessa questão de economizar água. Entramos no racionamento e uma situação dessa é inadmissível. Não dá para deixar isso da forma como está", protestou.

Além disso, segundo os moradores, o esgoto do hospital também vaza pela rua afora. Um vídeo feito no local mostra que a caixa de esgoto do hospital está entupida. Com isso, a sujeira se espalha pela rua, provocando mau cheiro e atraindo mosquitos. 

A casa de Mariana fica bem na frente desse vazamento. A estudante conta que não está nada satisfeita com a situação. "É mau cheiro todo dia, toda hora. A gente que mora aqui em frente tem que ficar lidando com esse tipo de situação. Está complicado". 

O outro lado

Na tarde desta quinta-feira (22), o chefe de infraestrutura física do Hospital das Clínicas, Douglas Ananias Alvarenga, esteve no local do vazamento e garantiu que o problema na caixa de esgoto foi resolvido. Sobre a água lançada no bueiro, o hospital diz que ela não vem do reservatório do hospital, e que o problema é de responsabilidade da Cesan.

"Aconteceu uma obstrução pontual próximo ao nosso reservatório inferior de água. Mas não tem nada a ver uma coisa com a outra, é uma rede independente. Mas aconteceu essa obstrução e a gente foi acionado hoje de manhã e já resolvemos o problema. Não é uma água limpa. É um esgoto que está sendo lançado na rede pluvial. Isso é uma rede externa, uma rede pública. A gente não pode mexer nisso. Tem que ser acionada a Cesan para tomar providência com relação a isso aí", afirmou.

Já a Cesan, por meio de nota, informou que uma equipe esteve no local e verificou que o vazamento vem de dentro das instalações do hospital. Segundo a Cesan, não se trata de vazamento de água nem de esgoto das redes da companhia e, portanto, a responsabilidade é do Hospital das Clínicas.