• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Comitê pela Duplicação da BR 101 quer realizar manifestações por todo o Estado

Geral

Comitê pela Duplicação da BR 101 quer realizar manifestações por todo o Estado

Foi sugerido ainda a realização de uma auditoria nas contas da ECO 101 para determinar o volume de recursos que é destinado à manutenção da via e o que seria de fato utilizado nas obras de duplicação

O Comitê pela Duplicação da BR 101, formado por diversas entidades, decidiu, em reunião ampliada realizada na última sexta-feira (22), pela realização de manifestações populares que possam mobilizar a sociedade sobre a necessidade de duplicação da rodovia. Também não está descartada possível ação judicial em face da Medida Provisória n° 800, que permite, entre outros, a reprogramação de investimentos de concessões federais.

Além de decidir pela realização de manifestações, as comissões temáticas da Ordem dos Advogados do Brasil-ES apresentaram os relatórios sobre pontos críticos da duplicação. Destaque para a Comissão de Meio Ambiente da Ordem, que revelou que a ECO 101 concorre para que possíveis atrasos na liberação de licenças ambientais ocorram ao não pagar taxas devidas ou não apresentar a documentação adequada no prazo.

Já a Comissão de Direito Imobiliário informou que 90% do trecho sob concessão possui ocupações, e que isso deveria ter sido previsto pela concessionária antes da celebração do contrato. Já o deputado federal Sérgio Vidigal fez um histórico de todo processo e lembrou que a fiscalização do contrato cabe à ANTT. “Da forma que esta, às vezes é melhor para a ECO 101 não fazer a duplicação”, avaliou.

Secretário-geral da Ordem e um dos coordenadores do Comitê, Ricardo Brum disse que o Conselho Seccional da OAB-ES vai decidir na segunda-feira (25) se a entidade tomará medidas judiciais contra a MP 800 e a favor da suspensão parcial da cobrança do pedágio. “Vamos analisar. É importante ponderar para que o objetivo maior, que é a duplicação, não fique inviabilizado”, declarou.

Foi sugerido ainda a realização de uma auditoria nas contas da ECO 101 para determinar o volume de recursos que é destinado à manutenção da via e o que de fato seria utilizado nas obras de duplicação.

A próxima reunião do Comitê será no dia 02/10 (segunda-feira), às 17 horas, na sede da Ordem. A concessionária ECO 101 mais uma vez foi convidada para o encontro, mas não compareceu.