Frente fria deve deixar o Estado e chegada do horário de verão será de sol e calor

Geral

Frente fria deve deixar o Estado e chegada do horário de verão será de sol e calor

A previsão para quinta (16) é de chuva fraca na GV. Mas o especialista afirma que a tendência é de que as temperaturas voltem a subir no dia seguinte e que assim permaneçam no fim de semana

Previsão de sol no fim de semana que inicia o horário de verão Foto: Divulgação

As altas temperaturas atingiram o Espírito Santo na última terça-feira (14), mas no dia seguinte os capixabas acordaram com o céu encoberto e com possibilidade de chuva. Contudo, a previsão para a chegada do horário de verão, que começa no próximo domingo, será de céu aberto, sol e calor. 

Segundo o Incaper, o vento moderado do Norte, que transporta calor da região central do país, fez a temperatura subir rapidamente em todo o Espírito Santo na terça-feira (14).

Nesta quarta-feira (15), no entanto, o capixaba acordou com o céu encoberto, mas ainda com predomínio de sol na metade norte do Estado, onde atua uma massa de ar seco. Por causa da passagem de uma frente fria em alto-mar, as nuvens devem aumentar ao longo do dia em alguns trechos das regiões Serrana, Sul-Caparaó e da Grande Vitória.

Nestas áreas, há expectativa de pancadas de chuva entre o fim da tarde e a noite. O ar continua abafado na metade norte, mas o calor diminui um pouco na metade sul. A nebulosidade varia ao longo do dia nas demais áreas da região Sul, na Grande Vitória e no sul da região Nordeste, mas não há previsão de chuva.

Além disso, de acordo com o meteorologista do Incaper, Pedro Henrique Panpoja, a previsão para a próxima quinta-feira (16) é de chuva fraca na Grande Vitória. Mas o especialista informou que a tendência é de que as temperaturas voltem a subir a partir da sexta-feira (17) e que assim permaneçam por todo o fim de semana.

Altas temperaturas

Alguns municípios do Espírito Santo registraram as mais altas temperaturas, como em Alegre, onde a temperatura máxima foi de 39°C, porém, não chegou a ser recorde. No dia primeiro de janeiro, foram registrados 39,2°C no município. Cachoeiro de Itapemirim teve máxima de 39,1°C e Presidente Kennedy teve máxima de 37,2°C, novo recorde para a cidade em 2014.

Outras cidades do Estado também passaram por um dia muito quente: Afonso Cláudio teve calor recorde para este ano: a máxima observada foi de 34,7°C. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

A estação do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) em Marilândia, região Noroeste, registrou novo recorde também. A máxima foi de 38,1°C. A estação do INMET em Nova Venécia, também na região Noroeste, registrou calor de 35,8 °C, novo recorde para a cidade em 2014. Na região Norte, a estação do Incaper em Pinheiros teve recorde de 36,0 °C e Mucurici igualou o recorde do mês passado: o termômetro marcou 36,6° C.

Segundo o meteorologista do Incaper, Bruce Pontes, o calor nessa época do ano é normal. “A primavera é uma estação de muitos altos e baixos. Hoje está calor, amanhã pode passar uma frente fria e fazer com que a temperatura caia. É uma situação normal. Somente no fim da estação é que o tempo começa a estabilizar, quando o calor começa a predominar, mas não chega a atingir temperaturas extremas”, afirmou.