• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Moqueca capixaba pode se tornar patrimônio imaterial

Geral

Moqueca capixaba pode se tornar patrimônio imaterial

O prato mais tradicional do Estado está sendo desvendado por uma comissão de chefs que dirão qual é a verdadeira receita da moqueca capixaba.

Moqueca capixaba é o prato tradicional do Espírito Santo Foto: Folha Vitória

O prato tradicional do Espírito Santo, a moqueca capixaba pode se tornar patrimônio imaterial em até 18 meses. O projeto “A Autêntica Moqueca Capixaba” da Convention & Visitors Bureau (ESC&VB) vai realizar um levantamento da origem histórica e da verdadeira receita da moqueca. Uma comissão de chefs formada por Hercílio Filho, Juarez Campos, Isaura Caliari, Geraldo Alves, Júlio Lemos, Nozinho Matos, Alessandro Eller e Patrícia Merlo vão ajudar a desvendar a receita e o jornalista e escritor Cacau Monjadim é um dos idealizadores do projeto.
 

A intenção é registrar a moqueca no Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio imaterial do Espírito Santo, e ainda criar um selo de qualidade para os restaurantes capixabas que seguirem a autêntica receita.

 Todo restaurante que aderir ao projeto vai assinar um termo de compromisso e disponibilizar em seu cardápio a verdadeira receita da moqueca capixaba. Os restaurantes serão avaliados pela comissão técnica e, se aprovados, receberão o selo “A Autêntica Moqueca Capixaba”.

 “O selo ‘A Autêntica Moqueca Capixaba’ é uma maneira de incentivar e fazer com que os estabelecimentos da Grande Vitória mantenham a qualidade de seus pratos. A intenção é trazer mais credibilidade e competitividade aos restaurantes capixabas, além de beneficiar diretamente o consumidor com bons produtos e atendimento.” explica o presidente do ESC&VB, Alfonso Silva.