• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Justiça determina transferência de policiais presos que agrediram juíza no Rio

Geral

Justiça determina transferência de policiais presos que agrediram juíza no Rio

Rio - O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, confirmou nesta sexta-feira, 02, que os policiais militares que estavam presos no Batalhão Especial Prisional (BEP), em Benfica, zona norte, serão transferidos para a Penitenciária Vieira Ferreira Neto, em Niterói. A unidade onde eles estavam foi interditada pelo juiz Eduardo Oberg, titular da Vara de Execuções Penais (VEP), após o episódio de agressão à juíza Daniela Barbosa Assumpção de Souza durante vistoria de rotina na tarde de quinta-feira, 01.

A magistrada teve a blusa rasgada, perdeu um dos sapatos e também os óculos quando foi impedida de fazer a vistoria. Ela precisou pedir reforço de escolta e homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram acionados. Os quatro presos identificados como os agressores serão transferidos para a Penitenciária Laercio da Costa Pellegrino, o Bangu 1, no Complexo Penitenciário de Gericinó.

"Tal medida deve ser cumprida imediatamente da seguinte forma: no mínimo 30 presos por dia, a contar de hoje, sendo primeiramente aqueles envolvidos no evento de ontem, até o término total do efetivo completo e integral, sem exceção, inclusive aos sábados e domingos, suspendendo-se por precaução, todas as visitas aos custodiados. Tudo por razões de segurança e preservação da ordem, sob pena de descumprimento à ordem judicial ora emanada", afirma o juiz na decisão.

Os policiais não ficarão com outros presos na penitenciária de Niterói. O local é destinado apenas à detenção dos militares. No local, a juíza agredida já havia reportado regalias aos presos.