• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Justiça nega reintegração de posse de escolas em Diadema

Geral

Justiça nega reintegração de posse de escolas em Diadema

São Paulo - A Vara da Fazenda Pública de Diadema negou, a exemplo do que ocorreu na capital, pedido de reintegração de posse de escolas estaduais ocupadas no município. Das 174 escolas ocupadas em todo Estado, segundo a secretaria de Educação, três estão em Diadema, na região Metropolitana de São Paulo.

O pedido de reintegração partiu do governo Geraldo Alckmin (PSDB). O juiz André Mattos Soares tomou como base a decisão da Comarca da capital paulista, que barrou a retomada das escolas sob o argumento de que o movimento não objetiva a posse do prédio. "Se e enquanto vigorar a proibição para as escolas da Capital, o projeto (de reorganização) não poderá ser implementado, de modo que o cumprimento da ordem de reintegração para as escolas localizadas nesta Comarca de Diadema não surtirá o efeito prático desejado pelo autor", cita a decisão, do último dia 24.

A Escola Estadual de Diadema foi a primeira da rede a ser ocupada, no dia 9 novembro. Outras quatro escolas chegaram a ser ocupadas no município, mas os estudantes já saíram.

Os estudantes são contrários ao projeto de reorganização da rede, que inclui o fechamento de 93 escolas e a transformação de escolas em ciclo único.

Estudantes, professores, Ministério Público e especialistas criticam o fato de o governo Alckmin não ter discutido o projeto antes de ter anunciado.