• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após mais de cinco horas, idosa feita refém é liberada e suspeitos de assalto são presos em Cariacica

  • COMPARTILHE
Polícia

Após mais de cinco horas, idosa feita refém é liberada e suspeitos de assalto são presos em Cariacica

Eles chegaram a pedir cigarro e até coletes a prova de balas da PM

Os criminosos apareciam no terraço, vestindo coletes, enquanto mantinham a vítima refém

Mais de cinco horas após ser feita refém, uma idosa de 72 anos foi libertada. Antes de manterem a vítima como refém dentro da própria casa, os criminosos assaltaram uma padaria do bairro Boa Sorte, em Cariacica. Em seguida pularam o muro dos fundos do estabelecimento e invadiram a casa da mulher.

A vítima é mãe do proprietário da padaria assaltada. Segundo ele, os criminosos já chegaram anunciando o assalto. Ele contou que foi agredido e teve os braços amarrados com o fio de um telefone. Depois de pegar o dinheiro do caixa e objetos pessoais dos clientes, por volta das 8 horas eles pularam o muro dos fundos da padaria e invadiram a casa da idosa. 

A vítima estava deitada no quarto quando foi surpreendida pela dupla. A polícia foi acionada e isolou a área para que fosse dado início às negociações. Por volta das 9h30, uma equipe da Companhia Independente de Missões Especiais da Polícia Militar entraram na casa.

Policiais estava na frente da casa

Durante as negociações a polícia informou que eles pediram cigarro e coletes a prova de bala. Os pedidos foram aceitos pelos policiais. "Toda solicitação é avaliada. Como foi visto que isso não atrapalharia a ação da polícia, foi concedido a eles", informou o coronel Ramalho, responsável pela ação da PM.

Os suspeitos ficaram o tempo todo aparecendo no terraço. Segundo a polícia, eles também mantinham a idosa em um dos cômodos da residência. "Eles não chegaram a ameaçar a vítima. Eles ameaçavam até contra a vida deles. Um chegou até a ligar para a mãe enquanto estava dentro da casa", contou o coronel.

Eles, que estavam com uma arma de fogo, se entregaram após mais de cinco horas de negociação com a polícia. Por volta das 13h30, a idosa foi libertada e encaminhada para uma viatura para receber os primeiros socorros, já que possui diabetes. Já os acusados deixaram a arma dentro da residência, entregaram os coletes para os policiais e saíram da casa. A vítima saiu sem ferimentos, assim como os acusados.