• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Motorista responsável por acidente na Serra continua preso

  • COMPARTILHE
Polícia

Motorista responsável por acidente na Serra continua preso

Ele havia sido encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. Uma pessoa morreu no acidente e outras permanecem internadas

Continua preso, no Centro de Triagem de Viana (CTV),  o motorista que provocou o acidente que matou uma pessoa na noite do último domingo (21), em Jacaraípe, na Serra. Segundo a Polícia Militar, Neucimar Perez Freire, causou o acidente quando dirigia alcoolizado pela avenida Audifax Barcelos em alta velocidade e teria feito uma ultrapassagem em um local proibido.

O acidente aconteceu por volta de 21 horas. O condutor foi autuado por embriaguez ao volante após o teste de bafômetro acusar 0,75 miligrama de álcool por litro de sangue, quando o limite para crime de embriaguez é de 0,34 miligrama de álcool por litro de sangue.

De acordo com informações passadas pela PM, o motorista dirigia uma caminhonete com mais nove pessoas no veículo, sendo que seis crianças estavam em cima da carroceria. O condutor confirmou que transportava sete crianças no veículo. Mas, segundo ele, elas não estavam na carroceria.

"Não tinha ninguém na carroceria não. É mentira. No meu carro tinha umas sete crianças dentro. É um carro de cabine dupla, cabe dentro. Eu não estava em alta velocidade, é uma S10 velha. O Corsa [outro veículo envolvido no acidente sim estava em alta velocidade e com farol alto na curva", alegou o motorista.

Fiança

A Justiça determinou uma fiança de R$ 30 mil para o motorista. A decisão é da juíza Raquel de Almeida Valinho e foi tomada durante audiência de custódia realizada na tarde desta segunda-feira (22). Ele foi preso em flagrante e encaminhado para o CTV.

Durante a audiência de custódia, a magistrada considerou que não havia requisitos para se decretar a prisão preventiva de Neucimar e, por isso, determinou sua liberdade provisória. No entanto, a juíza aplicou medidas cautelares diversas da prisão preventiva, entre elas o pagamento da fiança, a proibição de frequentar qualquer estabelecimento que venda bebida alcoólica, entre outras. Além disso, determinou que a habilitação dele seja suspensa por 12 meses.

Vítima

A vítima do acidente é o comerciante Willeçon Ferreira da Silva, 42 anos. Na manhã da segunda-feira (22), familiares estiveram no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para a liberação do corpo. Ele havia acabado de sair do trabalho, no bairro Tubarão, e seguia com a família e um funcionário para Costa Dourada, quando aconteceu o acidente.

De acordo com familiares, Willeçon ficou preso às ferragens e morreu no local do acidente. A mulher do comerciante, o enteado de 12 anos, e a filha de 14 anos, ficaram feridos. A menina sofreu um traumatismo craniano. O estado de saúde dela é grave. “Minha sobrinha está em coma induzido, pois teve traumatismo craniano, e o enteado dele teve uma cirurgia na bacia”, contou Alcimeia Ferreira da Silva, cunhada da vítima.

Feridos

Alguns dos feridos no acidente seguem internados em hospitais da Grande Vitória. Entre as vítimas que seguem hospitalizadas estão cinco crianças ou adolescentes. De acordo com familiares das pessoas que estavam na caminhonete conduzida por Neucimar, um menino de apenas 2 anos segue internado no Hospital Infantil de Vitória. Segundo parentes, ele fraturou o crânio e está com sangue na cabeça. Ele precisará passar por uma tomografia. Dois irmãos desses menino, de 4 e 6 anos, já tiveram alta.

Outras duas crianças que também estavam nessa caminhonete, e que são irmãos, também estão no Hospital Infantil da capital. Segundo a família, eles foram encaminhados para a chamada sala vermelha, onde costumam ficar pacientes que necessitam de cuidados intensivos enquanto aguardam a definição de um diagnóstico, uma cirurgia ou a transferência para a UTI. Uma dessas crianças foi transferida para a enfermaria.