• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Presos suspeitos de matar rival do tráfico com mais de 50 tiros na Serra

Polícia

Presos suspeitos de matar rival do tráfico com mais de 50 tiros na Serra

Renan Reis Jesus Silva e Israel Diana Gusmão foram presos em Novo Horizonte. Andretti dos Santos foi morto em junho do ano passado, no bairro São Diogo

Israel e Renan foram presos na noite de quinta-feira, no bairro Novo Horizonte

Dois homens foram presos, no bairro Novo Horizonte, na Serra, suspeitos de terem participado do assassinato de Andretti dos Santos, morto com mais de 50 tiros, em junho do ano passado, no bairro São Diogo, no mesmo município. 

Renan Reis Jesus Silva e Israel Diana Gusmão foram detidos durante uma operação da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) da Serra, na noite de quinta-feira (25).

"Nós já estávamos monitorando esses três indivíduos, pois um está foragido há seis meses, e logramos êxito em encontrar o atual chefe da baixada do tráfico, que cometeu o homicídio para assumir o comando do tráfico. Ele estava na residência da mãe. Logo depois, prosseguimos em diligência na residência do outro indivíduo envolvido no homicídio e também logramos êxito em detê-lo. Ele estava dormindo", disse o delegado Rodrigo Sandi Mori.

De acordo com as investigações, o homicídio foi cometido pelos dois detidos nesta quinta e também por Eric Machado Vieira, que continua foragido. Segundo a polícia, a motivação do crime está relacionada com a briga pelo comando do tráfico de drogas na região do bairro Novo Horizonte.

"O Andretti comandava o tráfico da baixada em Novo Horizonte. Ele ficou preso um tempo e, quando ele foi preso, o Renan assumiu. Após o Andretti sair da cadeia, os dois começaram a ter uma divergência com relação ao tráfico. O Andretti retomou o tráfico, o Renan não aceitou isso e planejou com detalhes a morte do Andretti. Na data do crime, eles cercaram o veículo da vítima, os três desceram e efetuaram mais de 50 disparos. O Andretti foi a óbito no local do crime e o outro, que estava com ele, não foi atingido. Conseguiu sobreviver, porém foi morto três meses depois", contou o delegado.

Andretti foi assassinado com mais de 50 tiros, no dia 5 de junho do ano passado, em São Diogo

Andretti foi assassinado por volta das 9 horas do dia 5 de junho do ano passado, em uma área residencial. Câmeras de videomonitoramento registraram o crime. As imagens mostram um carro preto, onde estavam os três criminosos, fechando um branco, onde estavam a vítima e um outro indivíduo, que conseguiu escapar ileso. Os três saíram do carro, atiraram várias vezes contra Andretti e fugiram em seguida.

"Esses indivíduos são de alta periculosidade. Chamou a atenção, nesse homicídio, a audácia deles em cometer um homicídio num bairro em plena luz do dia, onde foram disparados mais de 50 disparos de arma de fogo", destacou Sandi Mori.

Renan e Israel foram encaminhados para o Centro de Triagem de Viana e responderão por homicídio. Quem tiver qualquer informação que possa ajudar o trabalho da polícia deve entrar em contato com o disque-denúncia, pelo telefone 181. Não é preciso se identificar.