• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suspeito de sequestrar e matar Thayná é agredido em presídio de Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Suspeito de sequestrar e matar Thayná é agredido em presídio de Vila Velha

A menina desapareceu após ir até um supermercado. No dia 31 de outubro, a polícia divulgou a foto de Ademir Lúcio Ferreira Araújo

Ademir Lúcio Ferreira foi agredido por outros presos dentro da penitenciária estadual de Vila Velha.

Ademir Lúcio Ferreira, de 55 anos, suspeito de sequestrar e matar a menina Thayná Andressa de Jesus, de 12 anos, foi encaminhado ao Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para realizar exames de corpo de delito após ser supostamente agredido dentro do presídio.

A Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) confirmou a suposta agressão a Ademir Lúcio Ferreira, realizada por outros presos dentro da penitenciária estadual de Vila Velha, no Complexo do Xuri, na última terça-feira (02). A secretaria ressaltou ainda que já adotou todas as medidas cabíveis e comunicou o fato aos órgãos competentes. A suposta agressão também será investigada pela Corregedoria da Sejus.

Relembre o caso

Em outubro deste ano, o desaparecimento de Thayná Andressa de Jesus Prado, de 12 anos trouxe à tona o amor de uma mãe, aliado com o desespero e sofrimento, pela distância da filha. Faltavam informações. Começava uma verdadeira saga de Clemilda Aparecida de Jesus, de 31 anos, em busca da filha.

Vários protestos marcaram a luta da mãe de Thayná. Por dias, por semanas, capixabas sentiram um pouco do sofrimento de Clemilda. A primeira manifestação aconteceu no dia 24 de outubro e interditou a BR-101, em Viana.

A menina desapareceu após ir até um supermercado. No dia 31 de outubro, a polícia divulgou a foto do suspeito de ter sequestrado a jovem, identificado como Ademir Lúcio Ferreira Araújo. No mesmo dia, também foram divulgadas as imagens de videomonitoramento que registraram o momento em que a adolescente entrou em um carro.

Em busca por informações sobre o paradeiro da filha, Clemilda Aparecida de Jesus se reuniu com o secretário de Estado de Segurança Pública, André Garcia, no dia 3 de novembro. A Secretaria de Segurança Pública informou na época que uma força tarefa tinha sido criada e policiais de 10 delegacias especializadas, além do serviço de inteligência, estavam trabalhando para solucionar o caso. Além disso, um novo mandado de prisão havia sido expedido contra o suspeito.

Ainda sem respostas, familiares e amigos realizaram outro protesto, no dia 6 de novembro, interditando o trânsito em frente ao Palácio Anchieta, sede do governo estadual, em Vitória.

Prisão

O acusado de sequestrar a estudante foi preso na noite do dia 12 de novembro. Ademir Lúcio Ferreira Araújo, de 55 anos, foi encontrado sozinho em uma praça pública, localizada no Centro de Porto Alegre. Após a prisão, a polícia ainda gravou um vídeo com a versão dele sobre o caso.

Confira o vídeo da matéria: