• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suspeitos de assaltar um carro forte no Aeroporto de Vitória são identificados

  • COMPARTILHE
Polícia

Suspeitos de assaltar um carro forte no Aeroporto de Vitória são identificados

O assalto aconteceu em janeiro do ano passado e os assaltantes usaram um carro com a logomarca da Infraero

Depois de um ano de investigação, a Polícia Federal identificou os suspeitos de participar de uma tentativa de assalto a um carro forte dentro do Aeroporto de Vitória. Segundo a polícia, André Órfão dos Santos, de 39 anos, é o líder de uma quadrilha de assaltantes do Rio de Janeiro. Ele está preso no Complexo Penitenciário de Bangu por assalto a mão armada. Além do estado carioca, o suspeito também agia em outros estados.

De acordo com a polícia, André comandou a tentativa de assalto ao carro forte em janeiro do ano passado. "Os criminosos utilizaram o carro pintado e usaram todos os itens da Infraero. O assalto deu errado e, na fuga, eles abandonaram o veiculo. A gente começou a perícia e encontrou vários itens, entre eles,  um fuzil", contou o delegado Lorenzo Fontes.

Foi o depoimento das testemunhas e as impressões digitais encontradas no carro usado pela quadrilha que levaram a polícia a ter a certeza que André havia participado do assalto. Outro fato que chamou a atenção dos policiais, é que o suspeito já havia sido preso em Pernambuco pelo mesmo tipo de crime.

O que eles acharam que seria um crime perfeito, não deu certo. A quadrilha chegou a alugar a casa que serviu de cativeiro três meses antes do crime. O criminoso usou o nome falso, mas foi identificado pela polícia como Romualdo Fernandes de Souza, que já está com mandado de prisão em expedido pela Justiça e já é considerado foragido.

Um terceiro suspeito teve o retrato falado divulgado. Ele seria o braço direito de André na organização criminosa que, segundo a polícia, e responsável por outros assaltos. "Pelo depoimento das vítimas, pelo menos cinco criminosos estavam no cativeiro. Além do André, eles viram outro elemento que foi o braço direito dele", explicou o delegado.

Veja o vídeo: