• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homem é preso por suspeita de participação no golpe da locadora

  • COMPARTILHE
Polícia

Homem é preso por suspeita de participação no golpe da locadora

As investigações começaram em agosto do ano passado e, até agora, a polícia identificou quatro veículos alugados a pedido de Adelbrando e do comparsa

Foto: Reprodução/TV Vitória

Um homem foi preso na manhã de quinta-feira (10), por suspeita de participação em uma quadrilha especializada no golpe da locadora. Um segundo suspeito, que está foragido, seria o mesmo investigado por roubar o cantor Jads, da dupla sertaneja Jads e Jadson.

Adelbrando Vieira Santos foi preso dentro de casa, no bairro Jardim Limoeiro, na Serra. Uma picape, que é alugada estava na garagem dele. As investigações apontam que Del, como é conhecido, faz parte de uma quadrilha especializada no chamado Golpe da Locadora. "Tudo indica que tanto Adelbrando, quanto Ramom, que está foragido, aliciavam pessoas, pagavam R$ 1 mil para que elas fossem até as locadoras, locassem um veículo em seu nome e, partir daí, repassavam para os criminosos que vendiam estes veículos", disse a delegada Rhayana Bremenkamp.

As investigações começaram em agosto do ano passado e, até agora, a polícia identificou quatro veículos alugados a pedido de Adelbrando e do comparsa. A primeira prisão foi em novembro. Renato Ferreira Borges foi preso em flagrante, em Vila Velha, sob suspeita de pertencer a mesma quadrilha. 

Esta é a primeira vez que uma investigação leva a polícia até veículos alugados no Espírito Santo. Até então, a polícia só tinha encontrado carros alugados em outros estados e trazidos para o estado capixaba, de forma fraudulenta. A suspeita é que os veículos alugados fariam o caminho inverso e seriam vendidos fora do Espírito Santo.

Na casa de Adelbrando, a polícia também encontrou 13 cartões de crédito, sendo a maioria em nome dele, e duas máquinas de cartão. Algumas pessoas aliciadas pela dupla afirmaram em depoimento que o suspeito cedeu o próprio cartão para viabilizar o aluguel do veículo.

A polícia ainda procura por Ramon Colli Oliveira, de 33 anos. Contra ele existe um mandado de prisão em aberto por estelionato e associação criminosa. Ramon também é investigado por envolvimento no roubo de joias do cantor sertanejo Jads, em outubro do ano passado.

Segundo o advogado do Ramon, que é o suspeito foragido, ele é inocente e teria sido uma vítima do golpe. Sobre a investigação do roubo ao cantor, ele disse que os dois se encontraram em uma casa de show na Praia do Canto e, na saída, Ramon teria batido com o carro. Ainda segundo o advogado, o cantor teria dado cordão, pulseira e relógio a Ramon para pagar o conserto do veículo.

O advogado de Renan também foi procurado, mas não atendeu às ligações da reportagem.