• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Judoca é detido com arma no Aeroporto de Vitória ao embarcar para competição na Alemanha

Polícia

Judoca é detido com arma no Aeroporto de Vitória ao embarcar para competição na Alemanha

O atleta seguia para a Alemanha, onde vai participar de uma competição no próximo final de semana

O judoca capixaba Nacif Elias encontrou problemas ao tentar embarcar no Aeroporto de Vitória, na manhã desta terça-feira (20). Ao passar pelo aparelho de raio X, foi detectada a presença de uma arma calibre 22, sem munição, na bagagem do atleta.

Diante do caso, o esportista foi encaminhado para o DPJ de Vitória, onde prestou depoimento e alegou que já possuía a arma há algum tempo e que havia esquecido de tirá-la de dentro da mala ao arrumar a bagagem. O delegado de plantão autuou o judoca por porte ilegal de arma e aplicou fiança de R$ 500. O valor estipulado foi pago e o esportista foi liberado.

De acordo com o advogado do atleta, André Pylro Specimilli, Nacif possuía a arma como forma de defesa para evitar assaltos na academia que possui, em Vila Velha. A arma foi apreendida pela Polícia Civil, que vai dar seguimento às investigações. O advogado confirmou ainda que o judoca não possuía permissão para posse de arma. 

O atleta embarcava para a Alemanha, onde irá disputar o Grand Slam de Dusseldorf, a partir da próxima sexta-feira (23). A categoria de Nacif que é -90Kg, A disputa do atleta será no próximo dia 25, a partir de 10h da manhã, no horário local da Alemanha. Este é um evento que permite ganhar muitos pontos para o ranking olímpico.

Rio 2016

Em 2016, Nacif se envolveu em uma polêmica. Ele foi desclassificado em sua primeira luta nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Nacif, que defendia o Líbano na competição, recebeu um cartão vermelho após tentar aplicar uma chave de braço em pé.

Com uma punição para cada lado e o combate empatado, Nacif Elias, a pouco mais de um minuto e meio de combate, tentou aplicar um golpe no braço do argentino Emmanuel Lucenti, que caiu acusando dores. A arbitragem entendeu que ação do libanês foi proposital para machucar o adversário e, por isso, o desclassificou.

Após a desclassificação, o judoca ficou completamente revoltado com a arbitragem e ainda dentro do tatame, disparou: "Estão me roubando!".

Revoltado com a decisão dos juízes, Nacif simplesmente se recusou a deixar o tatame, esbravejando contra todos a seu redor e pedindo o apoio da torcida, que tomou as dores do brasileiro naturalizado. Somente quando um dirigente da Federação Internacional de Judô apareceu, ele tirou a faixa e, ainda bastante irritado, saiu de cena.

Após a luta, Nacif gravou um vídeo explicando o ocorrido e pedindo desculpas.

- Eu acato a decisão da Federação Internacional de Judô, mas na minha opinião não foi hansoku make [desclassificação]. Ele fez a famosa catimba argentina. Eu dei um sode nele no início e ele já tinha fingido que eu o tinha machucado. Depois eu dei um uchi-mata e ele falou que se machucou. É uma Olimpíada e parece que muitos não entendem o quanto você passou para estar ali para se resumir a uma desclassificação. A torcida quer que você lute e corre atrás. Eu fique triste com essa atitude e peço desculpas a todos que estavam acompanhando. Não coloquei o espírito olímpico e a filosofia do judô, mas espero que entendam a minha situação - comentou Nacif, na época.

Nacionalidade

O capixaba é neto de libanês e chegou a defender a seleção brasileira de judô, até se naturalizar, em 2013, pelo país árabe. Nacif Elias foi o porta-bandeira do Líbano na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Nos últimos anos, antes dos jogos, o judoca treinou em Vitória.

Conquistas

A vitória mais recente do judoca aconteceu em novembro do ano passado. Ele ficou em primeiro lugar no Grand Prix Nacional Masculino de Judô, em São Paulo. Já no dia 18 de março, ele ficou em terceiro lugar no Pan American Open 2017, em Santiago do Chile. No mesmo mês, mas no dia 11, ele conquistou o primeiro lugar no Pan American Open 2017, em Buenos Aires, na Argentina.

Já no dia 15 de abril de 2016, Nacif ficou em segundo lugar no Campeonato Asiático Senior 2016. Em março de 2015, Nacif conquistou o primeiro lugar no Abano Pan-Americano Buenos Aires.

Por nota, a assessoria do judoca informou que ao chegar no Aeroporto de Vitória, na verificação de sua bagagem, percebeu que estava com sua arma de defesa pessoal. Ele foi encaminhado pela polícia Civil, foi ouvido e liberado para embarcar para a Alemanha. Segundo a assessoria do atleta, a arma sem munição para defesa pessoal por conta de sua academia localizada na Rua Henrique Laranja, 325, no Centro de Vila Velha, local onde a quantidade de assalto está sendo cada vez mais intensa. 

Ainda de acordo com a nota, em 2017, criminosos entraram na academia pelo telhado, quebrando a estrutura. Após esse assalto, com medo de sofrer outro assalto, ele adquiriu a arma com intuito de inibir possíveis invasores. A mochila que ficava guardada a arma sem munição, ele pegou a mesma para viajar, esquecendo de removê-la da mochila.

De acordo com a nota, Nacif esclareceu que é contra qualquer uso de arma, mas com a atual crise da segurança pública e a grande quantidade de assalto no Centro de Vila Velha, não viu outra alternativa, com medo de acontecer algo pior com sua empresa e sua família.