• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suspeito de estelionato é preso pela segunda vez em menos de dois meses em Guarapari

  • COMPARTILHE
Polícia

Suspeito de estelionato é preso pela segunda vez em menos de dois meses em Guarapari

Izac Júnior responde por diversos processos em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Da primeira vez em que foi preso, o suspeito foi liberado após pagar fiança de R$ 5 mil

Segundo a polícia, Izac Júnior responde por diversos processos em Minas Gerais e no Rio

Um homem suspeito de estelionato e falsificação de documentos foi detido no bairro Muquiçaba, em Guarapari. Izac Júnior da Silva, de 38 anos, já havia sido preso em janeiro deste ano, também pelo crime de estelionato. A prisão mais recente aconteceu na última segunda-feira (19), mas a Polícia Civil só a divulgou nesta quarta (21).

De acordo com informações do delegado Marcos Nery, Izac Júnior responde por diversos processos em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Da primeira vez em que foi preso, o suspeito foi liberado após pagar fiança de R$ 5 mil.

“Essa é a segunda vez, só neste ano, que ele é preso pelo crime de estelionato. No dia 10 de janeiro ele foi detido, em flagrante, pelo mesmo crime, mas foi solto após pagar fiança de R$ 5 mil. Ele responde por diversos processos criminais em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, porém permanecia solto”, explicou o delegado Marcos Nery.

A prisão foi efetuada na residência de Izac Júnior. No local foram apreendidas várias carteiras de identidade, diversos documentos de veículos, além de Carteiras de Trabalho, Carteiras Nacional de Habilitação (CNH) e Certificados de Registros de Veículos, todos falsificados. Segundo o delegado, em outras abordagens Izac já apresentou várias CNH’s com nomes diferentes.

Ainda durante a abordagem foram encontrados na residência do suspeito um cofre onde havia diversos cartões de crédito e débito em nome de várias pessoas, placas de veículos, selos de placas, cinco aparelhos de televisão novos e diversos objetos de valor elevado, os quais o delegado acredita que tenham sido adquiridos com os frutos do crime. Além disso, foram recuperados quatro carros e uma motocicleta.

“Havia também pen drives, nos quais encontramos diversos arquivos com nomes de autoridades que ele utilizava para fazer documentos e falsificar assinaturas e carimbos”, completou o delegado.

No momento da operação, a esposa dele não foi encontrada na casa. A policia acredita que ela teria fugido após suspeitar que estava sendo procurada. Izac Júnior foi autuado em flagrante delito por estelionato e falsificação de documentos.