• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homem é preso suspeito de fazer irmãs reféns dentro de casa em Vila Velha

Polícia

Homem é preso suspeito de fazer irmãs reféns dentro de casa em Vila Velha

Segundo a polícia, Daniel de oliveira Martins, de 33 anos, também roubou objetos da residência e um comparsa fugiu do local com o carro da família

Rodrigo Araújo

Redação Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Daniel foi detido pela PM e encaminhado para a Delegacia Regional de Cariacica

Um homem foi detido na tarde desta segunda-feira (11), suspeito de fazer duas jovens reféns dentro de casa, em Cobilândia, Vila Velha, e roubar objetos da residência. Daniel de oliveira Martins, de 33 anos, foi abordado pela Polícia Militar horas depois, no bairro Vista Mar, em Cariacica. Com ele, os policiais encontraram dois celulares, que teriam sido roubados das vítimas.

De acordo com a polícia, o crime aconteceu por volta das 14 horas desta segunda. As vítimas, duas irmãs, estavam sozinhas em casa, já que a mãe delas havia saído para trabalhar. Ainda segundo a PM, o suspeito invadiu a casa pulando o muro.

Após ter acesso ao interior do imóvel, Daniel teria abordado as duas irmãs, obrigando-as a ficarem em um cômodo. Foram roubados os celulares das vítimas, além de um aparelho de TV, um notebook e o carro da família, de cor prata, que estava na garagem.

Segundo a polícia, após cometer o roubo Daniel ligou para um comparsa, dizendo que ele poderia ir até o local. O comparsa teria fugido com o carro roubado, além da TV e do notebook. Já Daniel foi embora com a moto que ele estava antes do crime e com os celulares das jovens.

Abordagem

No entanto, durante um patrulhamento de rotina em Vista Mar, policiais militares avistaram Daniel na moto em atitude suspeita. Os militares o abordaram e pediram o documento da moto e a CNH, mas ele não teria apresentado a documentação.

"[Os policiais] fizeram uma revista pessoal e, após essa revista, confirmaram que o elemento possuía com ele três aparelhos de telefone celular. Ele alegou ter comprado esses dois aparelhos pelo valor de R$ 100 cada um. Se o elemento adquiriu um aparelho que vale mais de R$ 100 pelo valor de R$ 100, ele, no mínimo, responde pela receptação. Então que fizesse a condução do elemento e do aparelho para a delegacia, porque provavelmente era produto de roubo", disse o sargento Amaral.

Ainda de acordo com o sargento, no momento em que os policiais encaminhavam o suspeito para a Delegacia Regional de Cariacica, tentou fugir. "O cidadão, ao perceber que ia ser preso, empreendeu fuga. Nós fizemos um cerco e ele veio pulando vários quintais. Ele começou a correr na rua Santos Dumont, próximo ao supermercado Multishow, desceu a rua Ferro e Aço e, no final, ele acabou sendo preso na saída da rua Ferro e Aço, quando entrou dentro de uma casa", contou o policial.

O suspeito foi encaminhado para a Delegacia Regional de Cariacica, onde foi reconhecido pelas vítimas. Mesmo assim, ele negou ter participado do roubo e alegou que os dois celulares encontrados com ele foram receptados. 

Apesar de negar participação no assalto, Daniel afirmou que o carro foi abandonado em Vila Velha e acompanhou policiais militares até o local onde estaria o carro roubado.

"Eu só receptei celular. Comprei lá na pracinha de Cobilândia. O cara me ofereceu um carro também, mas eu não roubei carro, eu receptei os dois celulares. Numa abordagem os policiais me pegaram com os dois celulares, então descobriram esse roubo. Como o cara tinha me oferecido também o carro, agora eu vou levar onde está o carro, mas eu não sei como aconteceu esse roubo", alegou o suspeito.

Televisão

A televisão roubada também foi recuperada pela polícia. O aparelho estava em uma padaria, mas os policiais que atenderam a ocorrência afirmaram que o estabelecimento não tem nada a ver com o crime e que possivelmente o aparelho estava na casa de Daniel.

Segundo os militares, o comparsa do suspeito pode ter ficado com medo de a polícia seguir até a casa de Daniel e ver que o aparelho estava no local. Por isso, ele teria levado o televisor até essa padaria. Aos policiais, a dona do estabelecimento disse que um rapaz havia chegado ao local em um carro prata e, do nada, deixado a TV.

Com informações da repórter Luana Damasceno, da TV Vitória/Record TV