• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Motorista que atropelou estudante na Reta da Penha será autuado por homicídio culposo

Polícia

Motorista que atropelou estudante na Reta da Penha será autuado por homicídio culposo

A Polícia Civil concluiu que o motorista Marcelo Santos Neves de Andrade, de 26 anos, estava dirigindo em alta velocidade no momento em que atropelou o estudante Fernando Rangel, de 21 anos, em dezembro de 2013. No dia da ocorrência, o condutor foi ouvido no Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vitória e liberado pelo delegado de plantão já que não foi autuado em flagrante e o acidente teria acontecido por culpa da vítima.

Porém, o inquérito policial concluiu que Marcelo seguia a uma velocidade entre 114 km/h e 116 km/h, quando o limite da via, a Avenida Nossa Senhora da Penha, é de 60 km/h. Marcelo vai ser autuado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. Se condenado, pode pegar de dois a quatro anos de prisão.

Os peritos que participaram do inquérito utilizaram imagens de videomonitoramento da casa noturna onde aconteceu o acidente. Na delegacia, o motorista chegou a fazer o teste do bafômetro, que deu negativo.

Segundo o delegado de trânsito, Fabiano Contarato, a conclusão do inquérito deve ser apresentada à Justiça até o final desta semana. "Espero entregar à Justiça o inquérito até sexta-feira e aí o Ministério Público deve dar continuidade ao processo", afirma.

Além do processo criminal, Marcelo Santos Neves de Andrade pode responder em processo civil, já que a família da vítima pode pleitear indenização por danos morais.

O acidente

No dia 4 de dezembro, o estudante Fernando Rangel, de 21 anos, tinha acabado de sair de uma boate na Reta da penha e atravessava a pista quando foi atropelado por um carro que vinha em alta velocidade. O jovem morreu na hora. O motorista seguia para o trabalho. Ele fez teste do bafômetro, que deu negativo. Na delegacia, o jovem foi ouvido e liberado pelo delegado de plantão.