• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Aposentado morre no Rio quando lia jornal em casa

  • COMPARTILHE
Polícia

Aposentado morre no Rio quando lia jornal em casa

Rio de Janeiro - O aposentado Evangelista Cordeiro da Silva, de 71 anos, morreu com um tiro na cabeça durante operação policial na Favela Mandela 2, em Manguinhos, na zona norte do Rio. Policiais militares atribuíram a morte a uma bala perdida durante um confronto com criminosos.

Moradores - incluindo o filho da vítima, Marcelo Cordeiro da Silva -, acusaram policiais de entrar na comunidade atirando a esmo. Também afirmaram que, depois que o idoso foi atingido, quando lia jornal em uma cadeira na porta de casa, PMs tentaram simular que fosse criminoso - colocando uma arma na mão da vítima.

De acordo com o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), policiais da unidade estavam em patrulhamento, por volta das 10 horas, quando foram atacados por criminosos armados. "Na ação, um idoso foi atingido e não resistiu aos ferimentos. O local está isolado e a perícia da Polícia Civil foi acionada", informou a assessoria de imprensa da UPP. O caso aconteceu quatro dias após o assassinato da estudante Maria Eduarda Alves da Conceição, morta aos 13 anos em tiroteio entre PMs e traficantes em Acari, na zona norte.

Encontro

Parentes de Maria Eduarda se reuniram com representantes da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio. Depois, o padrinho da menina, Anderson Rodrigues, afirmou que a família "ainda não quer incriminar ninguém". O advogado da família, João Tancredo, disse que o prefeito Marcelo Crivella (PRB) ofereceu um apartamento à família, sem dar detalhes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.