• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em Vila Velha, advogado bêbado é detido enquanto dormia no banco do carro

Polícia

Em Vila Velha, advogado bêbado é detido enquanto dormia no banco do carro

Ele foi conduzido para a Delegacia Regional de Vila Velha, onde se recusou a fazer o teste do bafômetro

Foto: Whatsapp/Folha Vitória

Um advogado de 43 anos foi detido após ser flagrado dirigindo sob efeito de álcool, na manhã deste domingo (14), no bairro Ibes, em Vila Velha. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Guarda Municipal, Guilherme Pereira Butkowsky foi encontrado dormindo no banco do motorista, com o veículo ligado e parado no meio da pista da praça Assis Chateaubriand, atrapalhando o trânsito na região.

Ainda de acordo com a Guarda Municipal de Vila Velha, os vidros e as portas do carro estavam travados e foi preciso chamar o condutor por cerca de 20 minutos para que ele acordasse. Segundo o boletim de ocorrência, foi observado que no banco do carona havia uma garrafa de vodka.

A Guarda Municipal informou também que o indivíduo acordou visivelmente desnorteado, com dificuldade de manter os olhos abertos e mal conseguindo balbuciar palavras. Em seguida, segundo a Guarda, ele começou a andar com o veículo e só parou após várias ordens de parada dadas pelos agentes. De acordo com a equipe que atendeu a ocorrência, enquanto era revistado, o motorista desobedecia às ordens dos agentes e os ameaçou e xingou diversas vezes.

Ele foi conduzido para a Delegacia Regional de Vila Velha, onde se recusou a fazer o teste do bafômetro. No entanto, segundo a Guarda Municipal, o condutor admitiu ter ingerido bebida alcoólica. Além disso, os agentes constataram sinais e alteração da capacidade psicomotora do motorista.

Na delegacia, de acordo com o boletim de ocorrência da Guarda Municipal, o advogado fez novas ameaças aos agentes e a policiais militares do Batalhão de Trânsito, que foram acionados para realizarem o teste do bafômetro. Segundo a Guarda, foi preciso algemá-lo para preservar a integridade física da guarnição e também para evitar a fuga do mesmo.

De acordo com a Polícia Civil, o conduzido foi autuado em flagrante por embriaguez ao volante. Ainda segundo a PCES, ele pagou fiança e responderá ao processo em liberdade.