• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Invasão em hospital de Vila Velha foi feita por suspeitos que estavam com uniforme do local

Polícia

Invasão em hospital de Vila Velha foi feita por suspeitos que estavam com uniforme do local

Uma das vítimas foi um médico, que trabalha há 12 anos na instituição

Foto: Reprodução Google Street View

Um dos criminosos que invadiram um hospital particular, em Vila Velha, na madrugada desta segunda-feira (15), estava usando o uniforme da instituição, o que facilitou a entrada na unidade. A informação foi confirmada pela assessoria do Hospital São Luiz.

Por meio de nota, o hospital relatou que o primeiro suspeito a chegar ao local estava caracterizado com a identificação da entidade. Ele teria solicitado atendimento e teve acesso ao interior do Pronto-Socorro, que estava fechado durante a noite.

Quando a porta foi aberta, uma segunda pessoa entrou. A nota ainda afirma que a Polícia Militar foi acionada no momento da ocorrência e que o hospital irá fornecer as imagens de vídeo monitoramento para as autoridades e colaborar com o que puder auxiliar nas investigações.

De acordo com testemunhas, os assaltantes fizeram pelo menos quinze vítimas, entre funcionários, acompanhantes e até pacientes. Vítimas relataram que os dois criminosos entraram pela recepção e anunciaram o assalto. Um dos assaltantes ficou no local e recolheu os pertences das vítimas, enquanto o outro suspeito subiu para o segundo andar e assaltou quem estava nos quartos.

Uma das vítimas foi um médico, que trabalha há 12 anos na instituição. Ele relatou à equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV que ficou assustado quando viu a movimentação dos criminosos, mas não reagiu. De acordo com o médico, há cerca de três meses houve um furto de uniformes de funcionários do hospital. A vítima acredita que o furto possa ter relação com o crime.

O médico disse ainda que acionou a polícia quando os criminosos deixaram o local. Segundo ele, nunca houve presença de vigilância noturna no hospital. A supervisão informou que existe um acordo, firmado entre funcionários e o grupo que comanda a instituição, que dispensa a presença de vigias noturnos. Entretanto, diante dos fatos, o grupo informou que vai analisar novamente a questão da vigilância noturna.