• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após título de embaixador da educação, professor capixaba escapa da morte em assalto

  • COMPARTILHE
Polícia

Após título de embaixador da educação, professor capixaba escapa da morte em assalto

O bandido, que teria saído de um veículo, chegou a apertar o gatilho do revólver que acabou mascando. Wemerson havia acabado de chegar de São Paulo, onde participou de um evento

O professor disse que imediatamente entregou o celular Foto: Divulgação

O professor de ciências Wemerson da Silva Nogueira, de 26 anos, que esteve entre os dez finalistas do prêmio internacional de educação Global Teacher Prize, foi considerado embaixador da educação pelo Ministério da Educação. O evento aconteceu na manhã da última segunda-feira (8), em São Paulo. O retorno de Wemerson ao Espírito Santo, contudo, não foi nada agradável. Após chegar de viagem, ele foi vítima de assalto, teve uma arma apontada para o rosto, mas conseguiu escapar da morte.

Por meio de suas redes sociais, Wemerson, que teve o celular roubado, explicou como um dia de alegria quase acabou em tragédia. Segundo ele, o crime aconteceu na porta do prédio em mora. O bandido chegou a apertar o gatilho do revólver, mas a arma mascou.

“Havia acabado de chegar de viagem, estava falando no telefone, quando apareceu um carro e saiu um "vagabundo" me pedindo o celular. No momento disse para levar dinheiro e não o celular, imediatamente ele apontou a arma no meu rosto e apertou o gatilho, mais por um milagre de Deus, falhou”, contou. 

O professor disse que imediatamente entregou o celular, que estava "velho e quebrado", e o criminoso entrou no carro e fugiu. “Não desejo isso que passei a ninguém, estou sem chão para pisar e aflito”, destacou. 

Veja o post na íntegra:
“Amigos, é com muita tristeza que comunico a todos que por um milagre de Deus estou vivo, isso mesmo estou vivo por um milagre de Deus. Acabei de ser assaltado na porta de entrada do meu apartamento, havia acabado de chegar de viagem, estava falando no telefone, quando apareceu um carro e saiu um "vagabundo" me pedindo o celular. No momento disse para levar dinheiro e não o celular, imediatamente ele apontou a arma no meu rosto e apertou o gatilho, mais por um milagre de Deus, falhou, entreguei imediatamente o celular, que por sinal estava "velho e quebrado", na qual ele entrou no carro e saiu. Estou aqui apenas para comunicar a todos vocês que infelizmente até amanhã estou sem celular, peço que me aguardem e informo aos meus contatos de agenda marcada para palestra, que me aguardem comunica - los por e-mail ou solicitar seu contato novamente através das redes sociais. Não desejo isso que passei a ninguém, estou sem chão para pisar e aflito!”