• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homem que matou empresária com vergalhão é condenado a 26 anos de prisão; Justiça disse que ele teve intenção de matar

Polícia

Homem que matou empresária com vergalhão é condenado a 26 anos de prisão; Justiça disse que ele teve intenção de matar

De acordo com a defesa do acusado, os jurados entenderam que ele teve a intenção de matar a empresária

Foto: Divulgação

O morador de rua Felipe Rodrigues Gonçalves, de 31 anos, foi julgado na manhã desta quarta-feira (15) e condenado pela a 26 anos de prisão pela morte da empresária Simone Venturini Tonani, de 42 anos. O crime aconteceu em maio de 2018. 

Felipe foi julgado por júri popular. De acordo com a defesa do acusado, os jurados entenderam que ele teve a intenção de matar a empresária, que na ocasião estava dentro do carro, com o filho de oito anos de idade no banco de trás. 

O crime aconteceu quando a vítima parou no semáforo, na Avenida Champagnat, no Centro de Vila Velha. Felipe pegou o vergalhão de uma obra, se aproximou do veículo e atingiu a mulher na cabeça. O objeto ficou preso na cabeça de Simone, que perdeu o controle do veículo e colidiu em outro carro. Após atingir a mulher com a barra de ferro, Felipe fugiu do local. Na tentativa de despistar a polícia, ele trocou a calça que vestia por uma bermuda. No entanto, o suspeito foi detido na avenida Hugo Musso, em Vila Velha.

Segundo a polícia, Felipe já possuía outras passagens pela Justiça, por crimes como furto, arrombamento, danos ao patrimônio, lesão corporal, entre outros.

De acordo com a advogada de Felipe, Mariana Amaral Lima, ela vai recorrer da decisão em segunda instância, pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES).