• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Assassinato, queda em buraco e negligência familiar envolvendo bebês marcam semana no ES

  • COMPARTILHE
Polícia

Assassinato, queda em buraco e negligência familiar envolvendo bebês marcam semana no ES

Na última quarta-feira (3), uma mulher foi acusada de assassinar o próprio filho, um bebê recém-nascido. Uma criança de seis meses morreu após cair em um buraco

Mulher é apontada pela polícia como assassina do próprio filho Foto: TV Vitória

A primeira semana do mês de junho foi marcada por tragédia e violência envolvendo famílias de bebês com menos de um ano de idade no Espírito Santo.  Em um dos casos, a própria mãe é acusada pela morte de seu filho. Na última quarta-feira (3), a mulher foi presa suspeita de ter matado o bebê recém-nascido com um golpe de tesoura.

O caso aconteceu no bairro Itararé, em Vitória. De acordo com a polícia, o crime teria sido praticado logo após ela dar à luz, no banheiro da residência.  Ao ver o bebê ferido, o marido da mulher e alguns familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o Samu, mas na maternidade, uma equipe médica constatou a lesão.

Em Cachoeiro de Itapemirim, Sul do Estado, uma família  foi abalada por uma tragédia e sente o luto pela perda de um bebê de apenas seis meses que caiu em um barranco também na última quarta-feira (3). O menino caiu no buraco no final da tarde.

Segundo a família, a queda teria acontecido quando uma sobrinha passava a criança para os seus braços. Após um resgate longo e angustiante, o menino foi retirado do buraco, mas já chegou sem vida à unidade de saúde.

Bebê pode ter ingerido droga
Na segunda-feira (01), uma criança de 11 meses deu entrada no Pronto Socorro, de Guaçuí, Sul do Estado, na última segunda-feira (01), com a suspeita de ter ingerido drogas. O médico que estava de plantão acionou o Conselho Tutelar Municipal. O profissional afirmou que a criança deu entrada na unidade chorando e com cinco pedras que seriam crack e um comprimido.

A família não soube informar se a criança tinha ingerido a droga. O bebê precisou fazer exames sanguíneos após ter apresentado um quadro com alterações cardiológicas.  

H1N1 deixa bebê em estado grave
Uma mãe e um bebê recém-nascido estão internados em estado grave no Hospital Doutor Jayme Santos Neves, em Serra. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), mãe e filho foram diagnosticados com Síndrome Respiratória Aguda Grave, que pode ser a forma mais severa da gripe H1N1.